BRASILEIROS CONSUMINDO MAIS - SÃO CRESCENTES OS ÍNDICES DE CONSUMO NO VAREJO




Vendas nos supermercados sobem 6,5% no 1º trimestre 2013.



No conceito de todas as lojas (as que foram criadas durante o período pesquisado), a elevação em março foi de 13% em relação ao mesmo período do ano passado. 



O Faturamento Real dos Supermercados no estado de São Paulo apontou que no conceito de mesmas lojas (as que estão em operação no tempo mínimo de 12 meses) houve incremento de 6,5% nas vendas no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado. Na relação anual, a alta em março foi de 12%. Na comparação mensal, o aumento foi de 18,1%. No terceiro mês do ano, as vendas de produtos de Páscoa contribuíram significativamente para o bom desempenho do setor. Esta é a segunda melhor data para as vendas do setor supermercadista. No conceito de todas as lojas (as que foram criadas durante o período pesquisado), a elevação em março foi de 13% em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com fevereiro de 2013, as vendas tiveram alta de 18,65%. No acumulado de janeiro a março, contra o mesmo período do ano anterior, a elevação foi de 7,18%. O Faturamento Real dos Supermercados no estado de São Paulo (deflacionado pelo Índice de Preços dos Supermercados - IPS) no conceito de mesmas lojas, avançou 17,95% em março, na comparação com fevereiro. No comparativo anual (março de 2013 contra março de 2012), o aumento neste ano foi de 5,77%. No acumulado de janeiro a março deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, a alta foi de 0,77%. No conceito de todas lojas, houve elevação de 6,76% em março em relação a março de 2012. Na comparação mensal, o aumento foi de 18,50% em março, quando comparado a fevereiro. No acumulado de janeiro a março contra o mesmo período do ano anterior, a elevação foi de 1,43%. "Os resultados verificados no primeiro trimestre do ano apontam para crescimento real de 6,5%, despontando como um desempenho favorável em relação a 2012. Este número está acima da expectativa de crescimento para 2013, que é de 5% em relação a 2012", ressalta Rodrigo Mariano, gerente do Departamento de Economia e Pesquisa da Associação Paulista de Supermercados (APAS).
Postar um comentário