DESASTRE NUCLEAR: TSURUGA E MONJU SÃO FUKUSHIMA OUTRA VEZ


 
Os sismólogos alertam para a forte possibilidade de um desastre perigoso na usina nuclear Tsuruga, localizada  no oeste do Japão. Tsuruga está instalada acima de uma falha sísmica ativa.

"É realmente apenas uma questão de sorte não ter acontecido qualquer acidente em Tsuruga", disse Kunihiko Shimazaki, que é o chefe do grupo de sismólogos que estudam a falha sísmica sobre a qual a fábrica está instalada.


De acordo com especialistas, tanto a instalação de Tsuruga, quanto  a instalação experimental de Monju, localizadas em Fukui, estão enfrentando riscos potenciais de terremotos severos e acidentes  graves, mesmo nas condições atuais que se encontram, inoperantes.
Lembramos que todos os 50 reatores comerciais do Japão foram fechados para inspeções, após várias fusões que ocorreram em Fukushima. Desde então, apenas dois reatores retomaram a atividade.



Em Tsuruga estoca-se quase 3.000 barras de urânio, enquanto Monju armazena-se volumes consideráveis de plutônio. Além disso, alguns especialistas suspeitam que Monju também está localizado em cima de uma falha ativa.

A Japan Atomic Power Company, que opera dois dos reatores em Tsuruga, afirma que a falha sísmica não é ativa. No entanto, sismólogos anunciaram nessa movimento de atividade geologicamente ativa, indicando um alto risco de terremotos na área.

No ano passado o chefe do grupo, Shunichi Tanaka, afirmava  que não iria permitir o funcionamento de reatores  localizados próximos as falhas ativas, mas salientava que não tinha o poder legal para pedir seu fechamento definitivo. Portanto, é uma situação que pode deixar os reatores 'no limbo'.
Postar um comentário