AGORA É OFICIAL: LULA É O CARA!

Lula é eleito o líder mais influente

do mundo pela "Time"
Do UOL Notícias Em São Paulo


Em perfil assinado por Michael Moore, a história de vida de Lula é ressaltada; cineasta chama o presidente brasileiro de "verdadeiro filho da classe trabalhadora da América Latina"


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito nesta quinta-feira (29) pela revista americana “Time” o líder mais influente do mundo. Lula encabeça um ranking de 25 nomes e é seguido por J.T Wang, presidente da empresa de computadores pessoais Acer, o almirante Mike Mullen, chefe do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, o presidente americano Barack Obama e Ron Bloom, assessor sênior do secretário do Tesouro dos Estados Unidos. Essa é a segunda vez que o brasileiro aparece em uma lista da publicação. A primeira foi em 2004.


No perfil escrito pelo cineasta Michael Moore, o programa Fome Zero (praticamente substituído pelo Bolsa Família) é citado como destaque no governo do PT como uma das conquistas para levar o Brasil ao “primeiro mundo”. A história de vida de Lula também é ressaltada por Moore, que chama o presidente brasileiro de “verdadeiro filho da classe trabalhadora da América Latina”.
A revista relembra que Lula decidiu entrar para a política quando, aos 25 anos, perdeu sua primeira esposa Maria, grávida de oito meses, pelo fato de os dois não terem acesso a um plano de saúde decente. Ironizando, Moore dá um recado aos bilionários do mundo: “Deixem os povos terem bons cuidados com a saúde, e eles causarão muito menos problemas para vocês”.
Moore afirma que quando os brasileiros elegeram Lula pela primeira vez em 2002, os "barões do roubo", que transformaram o país em um dos locais mais desiguais do planeta, nervosamente verificaram os medidores de combustível de seus jatos particulares.
Entre os líderes em destaque também estão a ex- governadora do Alasca e ex-candidata republicana à Vice-Presidência dos EUA, Sarah Palin; o diretor do FMI (Fundo Monetário Internacional), Dominique Strauss-Kahn; os primeiros-ministros japonês e palestino, respectivamente Yukio Hatoyama e Salam Fayyad, e o chefe do Governo da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.
A lista mostra os 100 nomes de pessoas mais influentes do mundo em diversas áreas –líderes da esfera pública e privada, heróis, artistas, pensadores, entre outros.
Outras posições de destaqueLula apareceu no ranking da "Time" pela primeira vez em 2004, dois anos depois de ser eleito pela primeira vez à Presidência, acalçando o 3° lugar da lista de "líderes e revolucionários" encabeçada, na época, pelo ex-presidente americano George W. Bush.
Na ocasião, Lula ganhou destaque pela posição na reunião da OMC (Organização Mundial do Comércio) no México, em setembro passado, quando liderou uma coalizão de nações em desenvolvimento que se recusaram a negociar novas regras de investimento estrangeiro até que os EUA e a União Europeia prometessem o fim dos subsídios agrícolas à exportação.
O perfil do presidente em 2004 afirmava que "ao contrário dos radicais contra a globalização, Lula, 58, insiste que quer destruir a nova ordem mundial. Ele só quer que funcione de forma mais justa." O texto lembrava também os escândalos de corrupção que caíram sob seu governo, mas ressaltava que, apesar de alegações, ele havia se tornado porta-voz do novo mundo em desenvolvimento.
Líderes mais influentes do mundo:
1° Luiz Inácio Lula da Silva
2° J.T. Wang
3° Almirante Mike Mullen
4° Barack Obama
5° Ron Bloom
6° Yukio Hatoyama
7° Dominique Strauss-Kahn
8° Nancy Pelosi
9° Sarah Palin
10° Salam Fayyad
11° Jon Kyl
12° Glenn Beck
13° Annise Parker
14° Tidjane Thiam
15° Jenny Beth Martin
16° Christine Lagarde
17° Recep Tayyip Erdogan
18° General Stanley McChrystal
19° Manmohan Singh
20° Bo Xilai
21° Mark Carney
22° Irmã Carol Keehan
23° Xeque Khalifa bin Zayed al-Nahyan
24° Robin Li
25° Scott Brown
Ano passado, Lula ganhou destaque internacional quando foi eleito personagem do ano pelo jornal espanhol El País e pelo francês Le Monde.
Mais categoriasO ex-presidente americano Bill Clinton é o primeiro na categoria dos “heróis” pelo trabalho realizado no Haiti depois do terremoto de 12 de janeiro por meio da ONU (Organização das Nações Unidas). Segundo seu perfil, escrito pelo cantor Bono Vox, da banda irlandesa U2, “sem ele, o universo não seria tão amigável para os seres humanos.”
POLICIA DE SERRA FAZ OUTRA VITIMA
NA ZONA NORTE

Dez policiais são reconhecidos por testemunhas pela morte de motoboy
Mãe da vítima recebeu carta com pedido de desculpas de comando da PM. Testemunha diz ter ouvido gritos do homem em sala dentro de quartel.
Do G1 SP, com informações do Jornal Nacional

Eduardo Luiz Pinheiro dos Santos

Dez policiais militares foram reconhecidos por testemunhas como os responsáveis pela tortura e morte do motoboy Eduardo dos Santos, em São Paulo. A mãe da vítima recebeu uma carta com o pedido de desculpas do comandante-geral da PM do estado, coronel Álvaro Camilo.
Testemunhas estão ajudando a reconstituir os fatos que resultaram no assassinato do motoboy. Ele foi visto pela última vez em um quartel da PM na Zona Norte de São Paulo, no dia 9 de abril. Durante uma discussão na rua, Eduardo foi detido e, poucas horas depois, apareceu morto.
Em depoimento, um dos três rapazes presos com a vítima disse que eles escutaram gritos de Eduardo apanhando numa sala dentro do quartel e que vários policiais participaram da agressão. Além disso, disseram que ele “gritava bastante pedindo pela mãe, por Deus e para que os policiais parassem de agredi-lo”. Essa testemunha também disse ter ouvido cinco disparos de arma.
saiba mais
Em carta à mãe de motoboy morto, comandante da PM pede desculpas

“Houve tortura, tanto física quanto psicológica. Os tiros foram pra aterrorizar”, afirmou o advogado da família, Marcos Nogueira da Silva. As testemunhas foram confrontadas com as fotos dos policiais de serviço naquele dia. E reconheceram 10 deles. A maioria deles, ainda segundo as testemunhas, participou do espancamento de Eduardo. E, quem não bateu, viu as agressões, mas não fez nada para impedir.
Entre os policiais reconhecidos como agressores está um dos soldados que prenderam Eduardo. É o mesmo PM que depois levou o corpo para o hospital, dizendo que ele estava no meio da rua. Outra testemunha deu mais detalhes. Ela disse que, durante o espancamento, um dos PMs voltou dos fundos do quartel com um cassetete torto na mão e informou a outro policial que ele havia quebrado.
O mesmo rapaz afirmou que foi ameaçado depois da morte de Eduardo. Segundo ele, um cabo da PM também da Zona Norte mandou um recado: ele seria o próximo a morrer. A Corregedoria determinou a prisão imediata do policial.
Em casa, a mãe de Eduardo lê a carta que recebeu do comandante da PM de São Paulo. Ele escreveu: “quero pedir desculpas pelo que, a princípio, pessoas insanas e desumanas fizeram à sua família”. O comandante classificou a ação dos PMs como “ato inconcebível, um inescrupuloso crime”. Afirmou que buscará Justiça e finalizou: “que Deus lhe conforte e ilumine nesse momento de dor e sofrimento”.
É no que a mãe se apega. “Não vai trazer meu filho de volta. Essa lacuna ninguém vai fechar. Só Deus vai amenizar”, afirma. Nove dos policiais reconhecidos estão detidos na Corregedoria da PM.

MERCADANTE GOVERNADOR



No segundo dia do 17º encontro estadual do Partido dos Trabalhadores, realizado no Sindicato dos Bancários de São Paulo, uma grande festa democrática marcou a oficialização das pré-candidaturas do senador Aloízio Mercadante ao governo do estado e de e Marta Suplicy ao Senado.

Inicialmente, Mercadante fez questão de dizer que se orgulha de sua trajetória como cidadão paulista: “eu e todos aqui presentes fazemos parte da maior nação do país”. Com um público eufórico a todo instante e com sede de mudança, um dos momentos mais importantes de sua fala, “eu venho aqui anunciar o futuro”.

Mais informações clik no titulo.


A fila de crianças que esperam por uma vaga na pré-escola mais que dobrou no último trimestre, segundo dados divulgados ontem pela Secretaria Municipal da Educação. A demanda pelas creches também aumentou.

Na educação infantil, 45.496 crianças esperam na fila por um lugar na sala de aula. Em dezembro, eram 22.548 –um aumento de 102%. Nas creches, as 3.577 crianças da nova demanda representam um acréscimo de 5% na fila.
Kassab prometeu e continua prometendo zerar o déficit de vagas em creche até 2012. Para fazê-lo, com atuais 78.284 crianças que esperam na fila, a prefeitura terá que criar 79 vagas por dia.
Para tentar “cumprir” Kassab tem manipulado as listas e também diminuiu a idade mínima para entrar nas Emeis, de 4 para três anos, visando a reduzir o número de crianças nas creches. Por isso ganhou um processo do MP e a fila para a pré-escola dobrou. (LF com base nas informações e infográfico do jornal Agora – artigo de Fernanda Barbosa)


Blog Leituras do Favres: http://blogdofavre.ig.com.br/