MESTRE DIVINO PEDIU A PALAVRA PARA O PREFEITO E DEU A LETRA CERTA DO SAMBA PARA SÃO PAULO

 CINCO DIVINOS MOTIVOS PARA VOTAR EM HADDAD:
CORAGEM, HONESTIDADE, HUMILDADE, EXPERIENCIA E ACIMA DE TUDO: 
AMOR POR SÃO PAULO

UMA MULHER DE HONRA CONTRA UM SENADO PODRE

Brazil’s Dilma Rousseff, a Woman of Honor, Confronts Senate of Scoundrels


Dilma Rousseff entrou para o Senado e calmamente olhou para seus acusadores. Ela saiu com a cabeça erguida após exortar aqueles senadores para votar com sua consciência.
A maioria dos políticos presentes provavelmente não tem a menor ideia do que significa consciência; eles não são mais do que meninos de recado dos corruptos. Mas o inconsciente coletivo brasileiro - Jung vem para o resgate - será marcado.
A presidente Dilma Rousseff, em um discurso detalhado, ocasionalmente emocional, defendeu-se com honra e dignidade das acusações que ela cometeu um "crime de responsabilidade". Ela não estava realmente enfrentando uma fossa política, mas que o "Anjo da História", tão amado por Walter Benjamin, vai julgá-la novamente gentilmente. 
Enquanto isso, não é o final até que o político desonesto cante.
Enquanto escrevo, Rousseff está a caminho de ser retirada da presidência da 8ª maior  economia do mundo por um bando de políticos covardes-golpistas-sem vergonha. 
Seu único medo, ela disse, era a "morte da democracia". O impeachment de Dilma significa na prática que a votação democrática em uma das maiores democracias do mundo será completamente cancelada por um golpe parlamentar remoto-controlado por interesses oligárquicos. Este processo não é, e nunca foi, sobre a justiça; trata-se de sujo jogo político.

Não há um argumento técnico-burocrata que seja capaz de provar a Presidente deve ser acusada por causa de manobras Orçamento do Estado que não deu um único centavo para seus bolsos, ou em detrimento do Tesouro - e isso em um país surpreendentemente infestado de corrupção.

Se tivéssemos que confiar em uma única formulação para explicar esta charada para um público global esta deve ser: A atual mídia corporativa/industrias /big business/banqueiros que é a ferramenta usada pelos oligarcas brasileiros para esmagar o objetivo distribuição da riqueza que precedeu, através presidente Lula, a crise global do capitalismo de 2008 provocado pelo EUA.

As presidências de Lula e, subsequente, Dilma havia adotado um modelo muito a chinesa "win-win". Havia uma espécie de pacto não escrito entre as classes sociais: Os ricos ficaram ainda mais ricos, enquanto os pobres ficam um pouco menos pobres.

Mas, então, a crise atingiu os membros do BRICS  e Brasil com uma vingança. Não havia um plano B - para além da a exportação de mercadorias; o boom acabou e traidores (PMDB, Marta Suplicy, etc) e conspiradores na oposição viram uma abertura para recuperar o poder sobre as rodas da investigação de corrupção altamente seletiva a "Car Wash Operation". E, no entanto, sendo esta a terra de Kafka, a unidade de impeachment parlamentar contra Dilma é na verdade uma manobra de diversão concebida para "domesticar" a Car Wash, assim ela não teria que atingir a políticos de direita controlada pelos oligarcas.

Os abutres e seu plano mestre
Emir Sader, um dos maiores sociólogos do Brasil, resumiu que está por virUm grande conflito social e politico; a militarização e repressão policial; o fim do contrato social; a nação reduzida a um mero vassalo dos EUA; um governo ilegítimo não eleito; um governo sem autonomia, soberania e geopoliticamente marginalizado.
Um governo durante todo o tempo sendo "liderado" pelo o presidente Michel Temer, um covarde corrupto medíocre que nem sequer têm a coragem de comparecer à cerimônia final, dos Jogos Olímpicos, porque ele sabia que seria vaiado e chutado para fora de um Maracanã lotado.

Bem-vindo ao pós-golpe Brasil: Uma terra impotente em crise permanente, com governantes ilegítimos, governo corrupto , a recessão econômica e desemprego. 
Como Sader observou, "tudo de positivo que o Brasil construiu este século será jogado fora por um golpe."
Temer o Usurpador nunca poderia aspirar a grandeza de Shakespeare, como uma figura trágica.
Ele já foi conectado a quase US $ 3 milhões em propinas. O seu atual ministro das Relações Exteriores, o desprezível José Serra, um boneco manipulado pela Chevron, foi acusado de receber mais de US $ 6 milhões, inclusive no exterior.  Contudo ainda mais graves acusações que têm como alvo os partidos políticos de direita ainda mais severas - devastação total estendida para pelo menos metade do Congresso - até que eles foram magicamente "desqualificado" por vazamentos intencionais.
Aí está a dificuldade: na atual configuração kafkiana, apenas os "vermelhos" - como no Partido dos Trabalhadores - pode ser criminalizado. A maioria dessas falcatruas contará com pelo menos quatro documentários atualmente em produção sobre a triste saga.

Imediatamente após o impeachment de Dilma, o Senado planeja lançar o que, literalmente, equivale a uma festa fiscal - com base em salários aumentados para ministros do Supremo Tribunal; esses salários regulam a remuneração de todos serviço público brasileiro. Lembre-se que Dilma está sendo acusado de "irresponsabilidade fiscal". Muitos patifes-urubus irão dividir o espólio da uma democracia morta.

O que importa é que o aproveitador número 1 do impeachment será a Deusa do mercado. Que também inclui Grandes Negócios, grande mídia (um monopólio de cinco famílias) e, claro, Exceptionalistan. O seu mandato é claro. A presidência é apenas um detalhe. O que eles precisam controlar é o Ministério das Finanças e o Banco Central.

As suas políticas estão prontas para serem implementadas: esmagar o estado assistencialista brasileiro incipiente; manter as taxas de juros na estratosfera; impor um "ajuste fiscal"; e permitir o fluxo livre de capital. Coisas como esta só realmente acontece em ditaduras certificados.

Agora eles têm o poder, a ideologia neoliberal e todas as alianças políticas necessárias para conseguir isso.  Adicione a isso uma ofensiva ininterrupta contra o Partido dos Trabalhadores como um meio para contra-atacar as acusações contra Temer, o Usurpador e seu medíocre Chancellor, Serra.

Então o que é vem agora? O altamente fragmentado, congresso hiper-conservador irá colocar as carroças em círculo contra qualquer selvagem ataque que ameace seus privilégios. O procurador-Geral dificilmente terá a ousadia de realmente investigar Temer, o Usurpador, e outros políticos, apesar de existir e terem encontrado provas graves de corrupção contra todos eles, o escudo impenetrável político-policial-jurídico-mediatico protegendo a galáxia canalha é surpreendente. Os brasileiros estão profundamente enterrados no território controlado pela proteção do  crime organizado.
Acordos em bastidores, sem escala, estão em andamento enquanto falamos. A única certeza à frente é o assassinato dos direitos democráticos e constitucionais e a destruição de programas sociais.

Como já descrito, o plano mestre à frente é vicioso, diretamente do desastre da cartilha do capitalismo; vendendo as reservas de petróleo do pré-sal para interesses estrangeiros, como no corporativo dos Estados Unidos; vendendo o nativo desenvolvimento industrial brasileiro via privatização incondicional; abandonando a defesa do know-how de engenharia brasileira; cortes severos sobre educação, saúde, ciência e tecnologia. Ao mesmo tempo, haverá "flexibilização" dos direitos dos trabalhadores, como em atacá-los em todas as frentes; um ataque regressivo a aposentadorias e pensões; e sabotagem Mercosul - o mercado comum sul-americano - para o benefício de subordinação vassala aos interesses dos EUA.

No final, Rousseff vai sair com a cabeça erguida.
Quanto ao Anjo da História, a sua espada vai cortar as cabeças dos canalhas, sem misericórdia.

Países da Alba condenam na OEA 'golpe de Estado' contra Dilma



Os membros da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (Alba) Venezuela, Bolívia, Equador e Nicarágua denunciaram na Organização dos Estados Americanos (OEA), nesta quarta-feira (31), um "golpe de Estado" contra Dilma Rousseff, após a conclusão de seu processo de impeachment por parte do Senado.

BOLÍVIA CONDENA O GOLPE PARLAMENTAR BRASILEIRO

Venezuela condena golpe de Estado contra presidenta Dilma Rousseff


Caracas, 31 de agosto de 2016.
 Comunicado Oficial
El Gobierno Venezolano manifestó su rechazo al golpe de Estado que sufriera la presidenta de Brasil, Dilma Rousseff.

Governo do Equador condena os acontecimentos políticos no Brasil

Comunicado oficial do governo do Equador sobre a destituição de Dilma Rousseff

GOLPE DE 31 DE AGOSTO DE 2016 - DIA DA RUPTURA DEMOCRÁTICA BRASILEIRA



Por 61 votos de corruptos, senado aprova impeachment contra Dilma Rousseff, golpeando 54 milhões de votos do povo brasileiro!

PRESIDIOS PRIVADOS AUMENTAM CRIMINALIDE

Marcha contra as prisões privadas

Na manhã de sexta-feira, as ações das três maiores empresas carcereiras privadas dos EUA (e por consequência, do mundo) caíram a pique.
O governo, através da procuradora-geral adjunta dos EUA, Sally Yates, anunciara, horas antes, o fim das prisões federais privadas, alegando que «não garantem o mesmo nível de serviços, programas e recursos» e que, por outro lado, «não oferecem uma diminuição substancial dos custos». Sendo ambas conclusões há muito conhecidas, por que surge agora esta decisão?
Certo é que, ao longo dos últimos meses, têm-se sucedido os escândalos que, atravessando as grades das prisões, dão a conhecer o que se passa dentro destes navios negreiros do século XXI: mortes por falta de acesso a cuidados de saúde; tortura; subnutrição e exploração de trabalho escravo figuram no rol de horrores recentemente posto a nu em trabalhos de investigação como os da ACLU ou do The Nation. Muito mais relevante, contudo, foi a luta pela abolição dos cárceres privados que, no seu larguíssimo caudal, juntou sindicatos, organizações religiosas e movimentos políticos como o Black Lives Matter (As Vidas dos Negros Importam [n.d.t]).
Com as eleições à porta e o doido Trump recuperando nas pesquisas, o anúncio da Casa Branca passa uma procuração a Hillary Clinton: renovar ou não os contratos de associação (passe o disfemismo) entre o governo e as prisões privadas é uma opção que se colocará apenas em Dezembro, data em que os referidos contratos caducam e bem depois de eleito o próximo comandante-em-chefe. Se a impopularidade das prisões privadas aconselhava um passo atrás, à atual administração restava duas coisas: minimizar o alcance e retirar benefícios políticos da derrota. Num quadro clínico de incuráveis semelhanças políticas, Clinton espera, com este paliativo, distanciar-se da pletórica retórica de Trump que por sua vez promete, ufano, «triplicar» o número de prisões privadas.
Gambito de Presidios
À troca de uma vantagem numérica por uma vantagem táctica chama-se, em xadrez, gambito e é tão mais valioso quanto menor for a vantagem numérica sacrificada a troco a superioridade táctica. Neste caso, a Casa Branca garantiu perdas mínimas aos três gigantes das prisões privadas afectados, a Corrections Corporation of America, o Grupo GEO e o Management and Training Corporation.
Ao longo das últimas três décadas, a população prisional dos EUA registou uma explosão de 800 por cento. Tratou-se de uma estratégia política e economica para controlar a classe trabalhadora e embaratecer o preço da força de trabalho. Empresas prisionais privadas revelaram-se excepcionalmente mais competitivas nesta dimensão, remunerando, amiúde, o trabalho dos reclusos por menos de 50 centavos por hora e cortando em todos os gastos dispensáveis à sobrevivência. Ao longo dos últimos trinta anos, o número de presos em prisões privadas aumentou 1600 por cento, até atingir 135 mil pessoas ou 15 por cento do total da população carceraria, um crescimento garantido por cláusulas contratuais que dizem, preto no branco, que sempre que o Estado não garantir uma taxa de ocupação de 80 por cento das «camas» (para usar o jargão da indústria), as empresas são financeiramente compensadas. O resultado é que, no período em análise, os lucros das prisões privadas cresceram uns espectaculares 500 por cento.


O anúncio da Casa Branca, mesmo representando um avanço, não coloca em risco nada disto. As prisões privadas em causa são apenas as federais, 13, mais exatamente, deixando de lado todas as prisões sob jurisdição estadual. As 22 mil pessoas presas nas 13 prisões privadas afetadas são, maioritariamente, imigrantes em vias de deportação. O fim destas prisões privadas pode apenas levar à passagem destes reclusos para outras prisões privadas e para os chamados «centros de detenção de imigrantes», um nicho de mercado aberto a apetites das empresas privadas.

ARMAS NUCLEARES DOS EUA CONTINUAM NA EUROPA

Alemanha renova
As armas nucleares deixadas pelos EUA para atacar a Russia, na base alemã de Büchel, serão renovadas a partir de 2020, segundo noticiou, dia 12, o Der Spiegel no seu site na Internet.
Segundo a publicação, o presidente norte-americano, Barack Obama, o ganhador do premio nobel da paz, promulgou o controverso projeto, a poucas semanas do fim do seu mandato.
As novas armas nucleares serão do tipo B61-12, cuja produção em série está sendo produzida nos EUA.

TURQUIA SE APROXIMA DA RUSSIA

Rússia–Turquia


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, considerou o encontro em São Petersburgo, com o seu homólogo da Turquia, Recep Erdogan, muito importante para o futuro das relações entre os dois países. 
Foram tratadas questões bilaterais, como a promoção da cooperação economica – o projeto de um gasoduto, a construção da central de energia nuclear de Akkuyu e o reactivar do turismo.
Sobre a guerra na Síria, Putin reiterou que a Rússia está determinada a encontrar compromissos com a Turquia, precisando que «temos um objetivo comum, que é resolver a crise síria». Erdogan, do seu lado, manifestou-se esperançado na retoma das ligações aéreas e das trocas comerciais e afirmou que Ancara e Moscou vão trabalhar para «manter a estabilidade regional».

Lula denunciou o esconde-esconde do golpista Moro ao STF

Operador da Lava Jato quer manter investigações secretas, contrariando mais uma decisão da Suprema Corte.

BRASIL PASSA VERGONHA NA EUROPA - CONTINUA A OLIMPIADA DO GOLPE NO BRASIL

SENADO CORRUPTO VOTA O FUTURO DO BRASIL
Joana Mortágua acusa na Assembleia da República de Portugal: O impeachment de Dilma Rousseff:
O jornal portugues,"O Povo" publicou ontem que o julgamento político no Senado brasileiro contra a presidente da República, Dilma Roussef, começa no próximo dia 25. 

Mr. Cunha, the hero of the Brazilian people against corruption
Aquele órgão deliberou, por 59 votos contra 21, avançar com a última fase do impeachment. Serão agora necessários os votos de dois terços dos senadores para a destituição da presidente.

A deputada portuguesa Joana Mortágua discursou na Assembleia da República de Portugal que o impeachment da presidente Dilma Rousseff “se revelou como um golpe contra um Governo democrático eleito”. Licenciada em relações institucionais, a parlamentar de Portugal é dirigente do Bloco de Esquerda. As acusações foram feitas em abril. dias depois da aprovação da abertura do processo de impeachment da petista.

Dilma, do Partido dos Trabalhadores, acusada de «manobras fiscais», considera o processo uma «farsa» para a afastar à revelia do voto popular. Foi suspensa a 12 de Maio e substituída pelo vice-presidente Michel Temer, a quem a esquerda brasileira acusa de deslealdade, corrupção e golpismo.

Têm-se registado no Brasil, nas últimas semanas, manifestações populares de apoio a Dilma e a soluções democráticas para a crise política e económica que atinge o país. Se Dilma for destituída, Temer e a direita completarão o mandato até finais de 2018.

Estéticas das Periferias ZN - COMEMORA SEXTA EDIÇÃO NO LAUSANE. CHEGA JUNTO!

O encerramento da 6ª ediçao do Encontro Estéticas das Periferias na zona norte de São Paulo, acontecera com 14 atrações na Praça do Skate no Lauzane Paulista.

MENSAGEM DA PRESIDENTA DILMA AO SENADO FEDERAL E AO POVO BRASILEIRO


Brasília, 16 de agosto de 2016
Dirijo-me à população brasileira e às Senhoras Senadoras e aos Senhores Senadores para manifestar mais uma vez meu compromisso com a democracia e com as medidas necessárias à superação do impasse político que tantos prejuízos já causou ao País.

OLIMPÍADA NO BRASIL - LEGADO DE LULA!

“Me senti naquele filme Esqueceram de Mim Número 1”, disse. “Me dei conta de que não existiria Olimpíada no Brasil se não fosse eu. Derrotamos Madri, Tóquio, e derrotamos Obama e a mulher dele, Michele” diz Lula.

Discurso de Che na 19ª Assembléia Geral da ONU em 1964

 FOTO: Che Guevara com o John Lennon

Queremos paz, queremos construir uma vida melhor para nosso povo e, por isto, nos resguardamos ao máximo para não cair nas provocações maquinadas pelos ianques, ainda que conheçamos a mentalidade de seus governantes; querem nos fazer pagar muito caro o preço desta paz. Nós contestamos que este preço não pode chegar mais além das fronteiras da dignidade.

90 ANOS DE FIDEL CASTRO - PELA ESQUERDA! PELA REVOLUÇÃO!



Enquanto proclamava o triunfo da revolução em 1959, várias pombas voaram a seu redor e uma delas pousou docemente em seu ombro. As pessoas entenderam como um sinal sobrenatural. O mito marcou a vida de Fidel.

OEA E ONU PODEM CONDENAR MORO E JUSTIÇA BRASILEIRA POR ABUSOS DE DIREITO CONTRA LULA E DILMA, COM GRAVE IMPACTO POLÍTICO MUNDIAL


Comissão Interamericana de Direitos Humanos - Recursos de Dilma à OEA e de Lula à ONU devem gerar recomendações de alto impacto político.

VAMOS REELEGER O VEREADOR VAVÁ!


Valdemar Silva, o popular Vavá, casado, pai de quatro filhos, tem mais de 35 anos dedicados à categoria dos Transportes Urbano da Capital. Começou como cobrador e cresceu profissionalmente ocupando lugar de destaque no livro da história gloriosa do Sindicato dos Condutores.

Fascistas alimentam mito da corrupção para sangrar o país com sonegação e juros

Combate à corrupção deve ser visto como uma tarefa permanente, de qualquer país ou sociedade, e exercido com equilíbrio e bom senso, e nunca a serviço de interesses de um determinado grupo ou pessoa