SÃO PAULO NO RITMO DA COPA 2014 - PLANO DE AÇÕES PARA O GRANDE EVENTO ESTÃO SENDO DEBATIDAS NAS SUBPREFEITURAS



Quando a bola rolar pela primeira vez na Copa do Mundo da FIFA 2014, em 12 de junho, os torcedores brasileiros e de todo o planeta voltarão os olhos para a Arena de Itaquera, em São Paulo, que fechou o mês de janeiro de 2013 com 63% das obras concluídas. Lá, estarão em campo a Seleção Brasileira e o primeiro adversário da equipe nacional na busca pelo hexa. O estádio do Corinthians, com previsão de ficar pronto em dezembro de 2013, receberá, ao todo, seis partidas do Mundial, incluindo uma das quartas de final e uma semifinal.




O local terá capacidade para 65 mil torcedores. São 48 mil assentos convencionais e 17 mil lugares móveis, exigidos pela FIFA para a abertura, que deverão ser removidos após o Mundial. O estádio terá 120 camarotes, 40 deles especiais, com capacidade para 90 pessoas, seis mil cadeiras superiores cobertas, 10 mil cadeiras numeradas cobertas, restaurantes e 3.500 vagas no estacionamento.

Ações para Copa do Mundo são discutidas na Coordenação das Subprefeituras

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras e a SPCOPA (Comitê Especial Para Copa do Mundo 2014) realizou reunião, na última quinta-feira (28), com os Coordenadores de Cultura, Esporte e assessores de comunicação das Subprefeituras para debater sobre o plano de ação da Copa do Mundo de Futebol.
A Coordenação das Subprefeituras discutiu com os órgãos projetos e propostas de atividades esportivas e culturais para serem avaliadas pela população. As subprefeituras estão mapeando pontos esportivos, culturais, de lazer, arquitetônicos, gastronômicos, históricos e curiosidades de cada distrito.
A Representante da SPCOPA destacou as principais responsabilidades do Município, como mobilidade, limpeza púbica, saúde, sustentabilidade, sinalização, decoração da cidade, Campos Oficiais de Treinamento, plano de comunicação, relações publicas e turismo.

OBS. A presidenta Dilma Rousseff inaugura, nesta sexta-feira (05.04), a Arena Fonte Nova, em Salvador. 
A primeira arena multiuso da Bahia sediará três jogos da Copa das Confederações e outros seis na Copa do Mundo. O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o governador da Bahia, Jaques Wagner, e o prefeito de Salvador, ACM Neto, também participam da cerimônia.

Postar um comentário