PRESIDENTA DILMA COMENTA SEUS ESFORÇOS PARA ACABAR COM SECA NO SEMIÁRIDO E NO NORDESTE OBJETIVANDO AÇÕES ESTRUTURANTES PARA O GRANDE DESENVOLVIMENTO DESSAS REGIÕES


CAFÉ COM A PRESIDENTA: O semiárido e o Nordeste brasileiro sofrem com a seca mais intensa dos últimos 50 anos. 
Para combater os efeitos da estiagem, o governo federal vai investir mais de R$ 9 bilhões. 
No Café com a Presidenta desta segunda-feira (8), Dilma Rousseff comenta as medidas adotadas para socorrer a população atingida pela falta de água. 


Entre as ações realizadas, estão: entrega de máquinas retroescavadeiras, motoniveladoras e caminhões para os municípios atingidos. Além disso, o governo vai colocar 340 mil toneladas de milho no Nordeste nos meses de abril e maio para ser vendido a preço subsidiado para os produtores e a vai melhorar do sistema de armazenagem no Nordeste para garantir a segurança produtiva da região. “A seca é uma realidade climática, mas, Luciano, nós temos suficiente conhecimento tecnológico, temos os recursos, temos os meios e o meu governo tem a vontade política para enfrentar os efeitos da seca para garantir que o Nordeste não sofra, cada ano de seca, com o atraso que a perda dos rebanhos, por exemplo, ocasiona. E, para isso, é necessária uma forte ação estruturante”, afirmou Dilma. A presidenta destacou, entre as novas medidas anunciadas durante reunião com os governadores da região da Sudene, em Fortaleza, na última semana, a destinação de R$ 9 bilhões, que se somam aos R$ 7,6 bilhões já liberados para o enfrentamento imediato dos efeitos da seca. Dilma também detalhou e falou da importância dos investimentos em obras estruturantes, como barragens, canais e adutoras. “Nós estamos investindo R$ 32 bilhões nessas obras. São barragens, canais, adutoras, estações elevatórias, sistemas de abastecimento de água que beneficiam os municípios e os estados da região nordestina. O governo federal, Luciano, não vai permitir que o povo do semiárido e de todo o Nordeste fique desamparado. Enquanto houver seca, nós vamos agir”, disse.
Postar um comentário