TA RUIM NO BRASIL?

Subemprego atinge mulheres


Dois em cada três trabalhadores (67%) em situação de subemprego na União Europeia são mulheres, segundo um estudo do Eurostat, relativo a 2014, publicado no dia 27.

A maior incidência de subemprego verifica-se na Grécia (72,1%), seguindo-se o Chipre (65%) e a Espanha (57,3%). Em Portugal, o subemprego atinge 45,8 por cento dos 245 mil trabalhadores a tempo parcial, sendo a maioria mulheres (61%).

O gabinete de estatísticas revela que dos 44,1 milhões de trabalhadores temporarios, 9,8 milhões estavam em situação de subemprego, ou seja, desejavam e estavam disponíveis para trabalhar a tempo integral.


Postar um comentário