Maduro convoca congresso anti-imperialista internacional

O presidente venezuelano Nicolás Maduro convocou um grande congresso internacional anti-imperialista de intelectuais da Pátria Grande.
 
Ao concluir ontem à noite seu programa Contato com Maduro, transmitido pela estatal Venezuelana de Televisão, o presidente afirmou que este será um encontro pela independência, a paz e a soberania da América Latina e do Caribe.
 
Nesse foro, intelectuais e artistas anunciaram que levarão à VII Cimeira das Américas, que se efetuará no Panamá em 10 e 11 próximos, uma proclamação de respaldo ao direito à autodeterminação desta nação sul-americana.

A antropóloga venezuelana Iraida Vargas adiantou que o documento, que recolhe o repúdio à ordem executiva estadunidense que assinala a Venezuela como uma ameaça a sua segurança.

O texto, o qual subscrevem 132 estudiosos nacionais e internacionais, denuncia que a medida constitui um ato de ingerência nos assuntos internos da Venezuela, e de violência para os povos da América Latina e do Caribe.

Também faz um chamado à América Latina e ao mundo a se manterem em mobilização permanente até conseguir a revogação da ordem executiva estadunidense.

Esses intelectuais participam no encontro Vozes Anti-imperialistas em Solidariedade à Venezuela, que se realiza na sede da chancelaria, organizado pela Rede nacional de Intelectuais, Artistas e Movimentos Sociais em Defesa da Humanidade.
 (Prensa Latina)
Postar um comentário