CIÊNCIA E TECNOLOGIA - OS SATÉLITES EM ÓRBITA DA TERRA SERÁ MONITORADO EM RECIFE, PELO ITEP (Instituto de Tecnologia de Pernambuco)



Satélite

'Glonass' possibilita monitorar satélites em órbita da Terra, em tempo real. Funcionamento está previsto para 2015

Uma nova estação do sistema de posicionamento global russo, o Glonass, será instalada no Brasil, ainda este ano, no Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), em Recife (PE).
A estrutura, que oferece gratuitamente informações em resolução máxima aos usuários, promete obter imagens mais definidas e dados ainda mais precisos que os do Sistema de Posicionamento Global (GPS, na sigla em inglês).

Segundo o coordenador do laboratório de Engenharia Geodésica e Cartografica do Itep, Aramis Leite de Lima, o Glonass possibilita acesso em tempo real a informações de localização em qualquer lugar do planeta.
A estação construída aqui terá a capacidade de monitorar os satélites em órbita da Terra, e toda vez que tiver um problema será possível corrigir e dar o posicionamento com maior precisão. O Itep poderá ter acesso a essas informações, que contribuirão para as atividades técnicas do instituto”, explica.
Além da estação Glonass em Pernambuco, há outras duas em funcionamento em Brasília (DF), e com previsão de mais uma ser instalada em Santa Maria (RS). As unidades brasileiras são as primeiras estabelecidas no Hemisfério Ocidental e integram um programa de cooperação entre o Brasil e a Rússia, com o objetivo de trocar informações científicas.
“É importante termos não apenas a metodologia de acesso, mas também uma integração entre as instituições e o planejamento de como serão as ações de um futuro próximo, que podemos trabalhar de forma conjunta, ou isolada. Mas a integração é a melhor forma de contribuirmos para expandir ainda mais essa tecnologia”, comenta o diretor-presidente do Itep, Frederico Montenegro.
Em operação desde a década de 1970, o Glonass é um sistema de navegação por satélite que tem cobertura global. Hoje, tem 24 sondas em órbita, que são empregadas no fornecimento dos dados de posicionamento. De acordo com o Itep, a previsão é que a estação em Recife esteja em total funcionamento até o primeiro semestre de 2015.
Fonte:
Agência Espacial Brasileira 
Postar um comentário