RESULTADO DE DATAFOLHA INDICA TENDÊNCIA CRESCENTE NA VANTAGEM DE DILMA ROUSSEFF SOBRE AÉCIO

Diferentemente do que o PIG publica, a Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira  mostra que a presidenta Dilma Rousseff, apresenta tendência crescente nas intenções de votos. Agora são 4,4% à frente de Aécio Neves (PSDB), dos votos válidos. 


Dilma registrou 47% das intenções de voto e o tucano, 43%. Na pesquisa anterior do instituto, divulgado no dia 20/10/2014, Dilma Rousseff tinha 46%. 
A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Votos em branco e nulos somam 6%. Os indecisos são 4%.

Considerando apenas os votos válidos, Dilma tinha 51,7 agora tem 52,2% e o Aécio, que tinha 48,3, agora tem 47,8%. Salientamos que a diferença cresceu de 3,4% para 4,4% a favor da presidenta

Segundo o Datafolha, 82% dos eleitores de Dilma acham que a presidente será reeleita. Entre os eleitores de Aécio, 78% acham que o tucano será o vitoriosos.

A pesquisa confirma avanços da petista entre as mulheres (de 42% para 47% desde o dia 9), no grupo dos que recebem que tem a preferência de 47%; e no grupo das pessoas que recebem entre dois e cinco salários mínimos (de 39% para 45% desde o dia 15) e no Sudeste (de 34% para 40% desde o dia 9). 

O instituto perguntou se o eleitor tem grande interesse pela eleição e 50% responderam sim, contra 39% do registrado no fim de agosto.

O Datafolha detectou que os eleitores não estão mais tão pessimistas com a economia do país e que esse sentimento ajuda a explicar a reação de Dilma na corrida presidencial neste segundo turno. De acordo com a pesquisa, 31% acham que a inflação vai aumentar, porém, esse índice é inferior aos registrados em setembro, de 50%, e em abril, de 64%. Para 21% dos entrevistados, o índice de inflação vai diminuir.

O Datafolha ouviu 4.355 eleitores no dia 21 de outubro. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista.

Postar um comentário