GANHO REAL DO SALÁRIO MÍNIMO E O CINISMO DE AÉCIO



Aécio Neves  mentiu de novo na TV. Escondeu que votou contra ganho real do salário mínimo
http://www.senado.leg.br/atividade/materia/detalhes.asp?p_cod_mate=99189

GANHO REAL DO SALÁRIO MÍNIMO

Aécio
 afirma que apoiou a atual política que garante um aumento real no salário mínimo criado por Lula e Dilma, e mente dizendo que tal política seria "do Congresso".



Na realidade, a regra de aumento real foi criada no governo Lula, em 2006, em um pacto firmado com todas as centrais sindicais. Dilma enviou ao Congresso (em 2011) a proposta para manter esta política até 2014.

Aécio Neves e todo o seu partido, o PSDB, votaram contra. Perderam, mas votaram contra. Ainda entraram no STF alegando a regra era inconstitucional. Perderam também no STF.

A prova da mentira está no site do Senado.

PROVA - Abra a ata do dia 23/02/2011(ATA-PLEN – SUBSECRETARIA DE ATA – PLENÁRIO). Procure o texto:

Aprovado o projeto, ressalvadas as emendas e os destaques, com os votos contrários dos Senadores Flexa Ribeiro, Paulo Bauer, Mário Couto, Ana Amélia, Marinor Brito, Aécio Neves, Marisa Serrano, Cícero Lucena, da Liderança do PSDB e dos Senadores Randolfe Rodrigues, Jarbas Vasconcelos, Demóstenes Torres, e Lúcia Vânia.
Como se vê o projeto foi aprovado pela maioria, mais Aécio Neves e os outros senadores de seu partido votaram contra.

Aécio foi carrasco dos trabalhadores também na Constituinte quando era deputado, e quando foi governador de Minas. 

Além disso, Armínio Fraga, ex-czar da economia no governo FHC e anunciado por Aécio com seu Ministro da Fazenda, caso for eleito, já disse ser contra a atual regra de aumento real do salário mínimo 


Fonte: aecioneves.blogs.sapo.pt/
Postar um comentário