COM O PUNHO CERRADO NO AR, PRESOS MAIS DOIS HEROIS DA LUTA SOCIAL

Tribunal julga ocupantes
da Turquillas
O tribunal Superior de Justiça da Andaluzia em Granada iniciou, no dia 11, o julgamento de 54 pessoas, acusadas de terem participado na ocupação de Las Turquillas, no Verão de 2012.
Entre os acusados estão Diego Cañamero e Sánchez Gordillo, ambos dirigentes do Sindicato Andaluz de Trabalhadores (SAT), sobre os quais impendem acusações de usurpação, danos e desobediência grave, delitos que podem ser sancionados com penas até 88 anos de prisão e uma multa de 275 mil euros.
Em declarações à imprensa, Cañamero considerou ser alvo de um «julgamento político» do Governo contra o «movimento social e sindical mais consequente».
O SAT, que promoveu uma concentração de protesto frente ao tribunal, lembra que a herdade «Las Turquillas» é uma propriedade do Estado com 1.200 hectares, dos quais apenas 20 hectares são utilizados pelo Ministério da Defesa, estando o resto da terra ao abandono.
Notando que a herdade se situa na Sierra Sur de Sevilha, uma das comarcas com maior taxa de desemprego, o SAT sublinha que todos os partidos locais, incluindo o PP, já solicitaram a passagem da propriedade para o município de Osuna, como vista a poder ser utilizada com fins sociais e contribuir para mitigar o desemprego.


Postar um comentário