FIDEL CASTRO RECEBEU O PRÊMIO INTERNACIONAL CONFÚCIO DA PAZ

O Prêmio Confúcio da Paz  foi atribuído ao líder cubano por seu esforço e dedicação na tentativa de resolver as crises e conflitos internacionais. Desde que anunciou a sua saída da presidência do governo, em 2008, o pai da revolução cubana dedicou-se sem pausa a se reunir com líderes e organizações estrangeiras e serviu à causa da eliminação das armas nucleares.

                           
Para este prêmio Confúcio, Castro competia com a presidente sul-coreana Park Geun-Hye, com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e com a Organização de Cooperação de Xangai, um grupo regional asiático.
Um grupo de intelectuais chineses concedeu a Fidel Castro, de 88 anos,  o Prêmio da Paz, uma distinção alternativa ao Nobel, pelos esforços do ex-presidente cubano.
"Castro, quando esteve no poder, não recorreu à força ou à violência para resolver as crises e os conflitos de âmbito internacional, em particular, com os Estados Unidos", disse Liu Zhiqin, um dos organizadores do prêmio.
O pai da revolução cubana, que deixou o poder em 2008, "tem trabalhado de forma incansável para se reunir com dirigentes e organizações estrangeiras e dedicou-se à causa da eliminação das armas nucleares", acrescentou.


Foto: O presidente chinês, Xi Jinping, conversou longamente com Fidel Castro durante sua visita oficial a Cuba, em julho 2014. 

Em 2011 Fidel  ganhou o Prêmio Olivo da Paz do Conselho Mundial da Paz  pela coexistência pacífica entre as nações e por ser uma personalidade que contribuiu para o desarmamento mundial.





Postar um comentário