Conectando São Paulo- Aproveite o Fim de Semana para Navegar nas Praças da cidade

 
 

Acesso livre e gratuito à internet em 121 praças
e locais públicos da cidade
 
 




Clique aqui para conferir todas as Praças Wi-Fi da Cidade

UFABC apresenta primeira pesquisa

sobre usos e empregos da internet

Como o paulistano usa a internet? Esse tema foi abordado em pesquisa realizada pela Universidade Federal do ABC (UFABC), resultado de um convênio firmado com a Coordenadora de Conectividade e Convergência Digital (CCCD) da Secretaria de Serviços. O objetivo deste convênio é estudar os efeitos da internet, em suas múltiplas dimensões, na vida dos munícipes e das comunidades atendidas pelo projeto WiFi Livre SP. Nesta quinta-feira (16), o secretário de Serviços, Simão Pedro, o responsável pela CCCD, João Cassino e o professor da UFABC e coordenador da pesquisa, Sergio Amadeu da Silveira, apresentaram o primeiro relatório que traz o resultado de entrevistas com mil paulistanos.
A pesquisa ocorreu entre os meses de julho e agosto deste ano, em dez praças das cinco macrorregiões de São Paulo que ainda não contavam com o serviço do WiFi Livre SP. Foram elas: Praça da Bandeira, Praça da República, Largo da Piraporinha, Praça do Feirão São Luís, Praça Dona Mariquinha Sciascia, Parque Domingos Luís, Praça Brasil, Praça do Forró, Praça General Carneiro e Praça Elis Regina.
Para Simão Pedro, o convênio com a UFABC vai permitir que a política pública (WiFi Livre SP) seja aperfeiçoada. “Nessa etapa – a primeira pesquisa – pôde avaliar como os frequentadores de determinada praça usam a internet e se elas a usam, como ela impacta na sua vida, seja socialmente, culturalmente ou até economicamente.”
"Nessa primeira pesquisa de campo chamada 'Conectividade e Inclusão Digital em São Paulo' nós coletamos os dados sócio-econômicos do entrevistado e em seguida vemos formas de acesso, sociais, efeitos políticos. Daqui a um ano será feita a mesma pesquisa e veremos quais foram as alterações que ocorreram neste período e quais delas poderemos ter como relação com o programa WiFi Livre SP", disse Sergio Amadeu. "Com isso poderemos saber o que deverá ser melhorado e corrigido", concluiu.
Alguns pontos importantes que a pesquisa revelou:
65,1% dos entrevistados frequentam a praça de referência na região
60,1% das pessoas que acessam a internet disseram se conectar por redes WiFi fora de casa
São preocupados com a privacidade 83,2% dos entrevistados
72,2% dos entrevistados disseram que a internet tem muita importância em suas vidas
83,8% usam internet diariamente
59,4% usam o celular para acessar internet
64,2% dos entrevistados que acessam a rede afirmaram que a internet gerou um aumento da comunicação com os amigos. Somente 3,5% afirmaram que ela diminuiu e 32,3% disseram ter permanecido a mesma
51,9% dos entrevistados disseram que os contatos profissionais cresceram com o uso da internet
54,4% consideram que a frequência da comunicação com os familiares aumentou com o uso da internet
49% dos entrevistados acessam sites e portais governamentais
59,9% disseram que a internet os influenciou a estudar mais
Acesse a íntegra da pesquisa aqui
O convênio
Em dezembro do ano passado foi firmado um convênio entre a Universidade Federal do ABC e a Secretaria de Serviços com o objetivo de garantir a efetividade do Projeto WiFi Livre SP que está levando internet gratuita a 120 logradouros públicos da cidade.
Por meio desse convênio, que terá duração de 24 meses, busca-se também estudar os efeitos do programa sobre os hábitos dos usuários e sobre o entorno de onde estarão localizadas, extrair elementos objetivos para a validação do projeto como política pública, propor alterações no sentido de maior aderência aos interesses e necessidades dos cidadãos, relatar pontos relevantes ao desenvolvimento de projetos semelhantes, além de possibilitar a replicação do modelo por outras cidades.
Relatório traz o resultado de mil entrevistas realizadas em 10 praças das 5 macrorregiões a partir de convênio realizado com a Secretaria de Serviços

Acesso público e livre à internet

O projeto WIFI LIVRE SP, desenvolvido pela Prefeitura de São Paulo, é pioneiro e inovador em grandes cidades no Brasil. Prevê a instalação de acesso gratuito à internet por sistema Wi-Fi em 121 praças ou localidades públicas no município, atendendo todos os 96 distritos da Capital.
O acesso será irrestrito e gratuito a qualquer cidadão, que poderá fazer uso da rede por meio de notebooks, tablets, smartphones ou qualquer outro dispositivo. O projeto tem a coordenação da Secretaria Municipal de Serviços com apoio técnico da PRODAM - Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo - e atende à meta 73 do Plano de Metas da Prefeitura de São Paulo (eixo temático 1 - Compromisso com os direitos sociais e civis).
Postar um comentário