MONSANTO AGORA PASSA A TER O PODER DE LHE OBRIGAR A COMER "CORRETAMENTE".


Monsanto compra Academi, a antiga Blackwater
Academi (ex-Blackwater) racheté par Monsanto
 

Academi (antigamente conhecida como Blackwater), companhia que representa o exército privado mais poderoso do mundo, anunciou que tem um novo dono, que preferiu não identificar.  Também não revelou a soma investida na operação de compra.
Segundo o  SouthWeb.org, o feliz comprador de Academi não é outro senão a transnacional de biotecnologia Monsanto [1].
Criada em 1901, a Monsanto começou fabricando a sacarina utilizada no processo de produção da Coca-Cola. Durante a Segunda Guerra Mundial, forneceu o urânio utilizado no projeto Manhattan. Durante a guerra dos Estados Unidos contra o Vietname, produziu um poderoso herbicida – o tristemente célebre Agente Laranja – destinado a desfolhar a selva vietnamita. Nos últimos 30 anos, a Monsanto converteu-se em líder mundial da produção de organismos genéticamente modificados (OGM). Hoje em dia ocupa o lugar 206 na lista das transnacionais americanas mais importantes.
A Academi, foi criada por Erik Prince em 1997 sob o nome de Blackwater Worldwide. Esta firma, em que alguns dirigentes estão ligados a igrejas evangélicas financiadas pelo Pentágono, desempenhou no Afeganistão e no Iraque um papel comparável ao da Ordem de Malta no passado. Ela é presidida por Billy Joe (Red) McCombs, que ocupa o lugar 347 entre as pessoas mais ricas dos Estados Unidos ; John Aschcroft, ex-secretário americano de Justiça ; e o almirante Bobby R. Inman, ex-director da National Security Agency (NSA) e director-adjunto da CIA.
A Academi, que trabalha fundamentalmente para o governo norte-americano, participou na tomada de Tripoli (a capital líbia) e atualmente dedica-se ao recrutamento de combatentes que são enviados para a jihade na Síria.
O impressionante crescimento da Blackwater deve-se, em grande parte, ao projeto de privatização das forças armadas dos Estados Unidos, impulsionado por Donald Rumsfeld enquanto esteve à cabeça do Departamento de Defesa. Como resultado do fracasso dessa política e das atuais restrições orçamentais, Washington limitou as tarefas confiadas à Academi a contratos de vigilância, ou de escolta em certos teatros de operações e a realização de operações secretas « não reconhecidas ».
A reputação da Academi permitiu-lhe igualmente obter contratos para o envio de mercenários para pequenos Estados, essencialmente no Golfo Pérsico.
Segundo o sítio de internet SouthWeb.org, a venda da Academi corresponde à entrada da Bill and Melinda Gates Foundation (Fundação Bill e Melinda Gates) no capital da Monsanto. Criada pelo fundador da Microsoft e o especulador Warren Buffet, (os dois personagens mais ricos dos Estados Unidos), esta é a fundação « filantrópica » mais importante do mundo.
Ela lançou, nomeadamente, junto com a Fundação Rockfeller, a Aliança por uma Revolução Verde em África (AGRA), que visa estender o uso das sementes Monsanto no continente negro.


[1]Monsanto Buys Blackwater, the largest mercenary army in the world”, SouthWeb, 20 de Julho de 2013.

Postar um comentário