Ibama e Instituto Chico Mendes realizam Operação Amazônia Azul no estado de São Paulo

Barbatanas de tubarão apreendidas em Ubatuba, litoral norte de São Paulo - 2011

Mais de R$ 1 milhão em multas aplicadas pelo Ibama e Icmbio no litoral norte de São Paulo

O Ibama e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Icmbio), com o apoio da Polícia Militar Ambiental, deflagraram a Operação Amazônia Azul no estado de São Paulo e aplicaram mais de R$ 1 milhão em multas no litoral norte. A ação ocorreu na madrugada do último dia 21 de fevereiro.


A etapa carnaval da operação Amazônia Azul focou a proteção de áreas de pesca proibida do litoral norte paulista e culminou com a autuação de uma embarcação da frota pesqueira industrial especializada em arrasto de fundo, no arquipélago de Alcatrazes.
Na madrugada da terça-feira de carnaval, a equipe de fiscalização ambiental federal, com o apoio da Policia Militar Ambiental, fazia vigilância discreta das áreas preferidas para a pesca quando percebeu a aproximação de uma embarcação de grande porte em uma das áreas mais ricas em biodiversidade. Ao perceber a presença dos agentes do Ibama e da Polícia Militar, a embarcação tentou fugir do local mas não conseguiu ir muito longe devido a uma pane no motor principal, permitindo, assim, a abordagem da fiscalização. O barco foi vistoriado pela equipe e rebocado por mais de seis horas até o porto de São Sebastião.

Os órgãos envolvidos, além de aplicar multa, apreenderam mais de seis mil quilos de pescados e retiraram todas as redes da embarcação. A tripulação estava totalmente irregular e todos os pescadores foram conduzidos para a Polícia Federal. Os peixes foram doados a instituições filantrópicas e comunidade carente da região. A Marinha do Brasil e a Defesa Civil de São Sebastião prestaram colaboração relevante nesta ação.
O Ibama, o Icmbio e demais órgãos parceiros darão continuidade à operação Amazônia Azul em toda a costa paulista com o intuito de proteger áreas de pesca proibida. O Escritório Regional do Ibama em Caraguatatuba, que coordena a operação, encaminhará informações completas sobre os ilícitos para o Ministério Público e a Polícia Federal com a maior brevidade possível. Ações empreendidas pelo Ibama receberam total apoio das estações ecológicas Tupinambás e Tupiniquins, do Icmbio, que contam com lanchas rápidas para a fiscalização federal marinha.
Ignácio Mattos
Esreg Ibama de Caraguatatuba
Ana Gomes
Icmbio
foto: Ibama/ICMBio
Postar um comentário