O DIA EM QUE MALUF CHOROU

Paulo Maluf chora de raiva
Carteirada não funcionou
Ele afrontou as regras no Aeroporto Internacional de Brasília e segundo suas convicções antiquadas foi humilhado pela Polícia Federal.
Na quinta-feira à tarde, o Deputado passou pelo raio x do embarque sem dar satisfação aos funcionários. Ele seguiu como nada houvesse acontecido, apesar de o aparelho ter acusado presença de metal. E segundo o procedimento, nesses casos, é obrigatória a revista do passageiro.
Maluf já estava acomodado em seu assento na aeronave quando foi abordado por dois agentes da PF e levado escoltado de volta ao raio x, onde teve de passar novamente pelo aparelho, descartando os objetos metálicos que transportava. Ao final, com tudo resolvido, constatado pelo silencio do sensor, o parlamentar embarcou revoltado. Disse que nunca fora "tratado dessa maneira".
APESAR DE VOCE

Apesar de você
Amanhã há de ser outro dia
Ainda pago pra ver
O jardim florescer
Qual você não queria
Você vai se amargar
Vendo o dia raiar
Sem lhe pedir licença
E eu vou morrer de rir
E esse dia há de vir
Antes do que você pensa
Apesar de você
Postar um comentário