HADDAD DEFINE AS DIRETRIZES DE SEU GOVERNO: VAMOS INOVAR PELO MELHOR DE SÃO PAULO!

Haddad faz sua primeira
reunião de secretariado

Prefeito eleito dá início à segunda fase da transição e pede aos secretários empenho para realizar parcerias e implementar mecanismos de eficiência e gestão

O prefeito eleito Fernando Haddad reuniu no gabinete de transição, seu futuro secretariado para delinear as diretrizes e as prioridades para o início de seu governo. Haddad pediu ao grupo que busque os mecanismos, as inovações e os recursos para, desde o primeiro momento de janeiro, começar a atingir as metas fixadas no plano de governo.
“É importante, acima de tudo, neste primeiro ano, buscar inovações na gestão. O primeiro ano de governo é o momento no qual estabelecemos o ritmo e o método para atingir objetivos. Uma das prioridades é conhecer bem seus orçamentos, buscar as parcerias e promover as mudanças necessárias para garantir a eficiência da máquina”, disse Haddad.
“Contem comigo sempre que precisarem abrir canais sobre as parcerias. Procurem os ministros de suas áreas, procurem o governo de Estado”, completou.

Com cerca de três quartos do secretariado já anunciado, a transição agora entra em uma segunda etapa e assume uma dinâmica de reuniões bilaterais entre secretários e seus homólogos, priorizando a definição de equipes, a análise de orçamento, licitações e contratos, a busca de parcerias com Estado e União e a continuidade de serviços e ações. Na próxima semana, o prefeito eleito irá anunciar o titulares das pastas remanescentes.

Haddad também pediu aos secretários uma coordenação fluída com as secretarias “meio” (Finanças, Planejamento, Negócios Jurídicos e Desenvolvimento Urbano). Reforçou, por exemplo, que Marcos Cruz coordenará as PPPs (Parcerias Público-Privadas), enquanto Leda Paulani ficará encarregada de um mapeamento completo das possibilidades de parcerias Público-Públicas (com Estado e União) para todos os setores da Prefeitura.
O secretário de governo, Antonio Donato, terá função semelhante à da coordenação de ministérios feita pela Casa Civil no governo federal, segundo o prefeito eleito, e deve, portanto, ser um canal de interlocução para todos os secretários. Também reiterou que o secretários João Antonio (Relações Governamentais) e Leda Paulani (Planejamento) irão coordenar juntos as negociações orçamentárias com a Câmara, priorizando o planejamento efetivo e fortalecendo os laços institucionais com bancadas e partidos, dentro da lógica da construção da coalizão.
Dos 21 titulares já indicados, 16 compareceram e cinco se ausentaram por motivo de trabalho. Estavam na reunião: Nádia Campeão (vice-prefeita eleita), Antonio Donato Madormo (Governo), Marcos de Barros Cruz (Finanças), Leda Maria Paulani (Planejamento), Luis Fernando Massonetto (Negócios Jurídicos), Fernando de Mello Franco (Desenvolvimento Urbano), José de Filippi Junior (Saúde), Jilmar Tatto (Transportes), Eliseu Gabriel (Desenvolvimento Econômico e Trabalho), Francisco Macena (Coordenação das Subprefeituras), João Antonio (Relações Governamentais), Netinho de Paula (Promoção da Igualdade Racial), Luciana Temer (Assistência Social), Marianne Pinotti (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida), Cesar Callegari (Educação), Celso Jatene (Esporte, Lazer e Recreação) e Rogério Sottili (Direitos Humanos).

Justificaram ausência Leonardo Barchini (Relações Internacionais), Nunzio Briguglio Filho (Comunicação), Denise Motta Dau (Políticas para as Mulheres), Paula Motta Lara (Controle Urbano) e Roberto Trípoli (Verde e Meio Ambiente).
Postar um comentário