SUPREMA CORTE VENEZUELANA NÃO É GOLPISTA, NEM ACOVARDADA E MUITO MENOS DE MERDA! VIVA A DEMOCRACIA!

A DEMOCRACIA NÃO PERMITE  GLOBO GOLPISTA DAR GOLPE NA VENEZUELA
FALTOU UM STF DE MERDA!




A rede Globo, como sempre, tentou nesta ultima noite inverter os fatos, expondo-os de modo a entender que a Suprema Corte da Venezuela tivesse dado um golpe , ao suspender os poderes do legislativo, conforme manda a Constituição daquele Pais. Todavia, o golpe estava sendo promovido pela direita Venezuela que, a exemplo de Renan do Brasil Golpista, também se recusava a atender as decisões legais da Suprema Corte. 
Alias, durante o episodio Renam, a Globo Golpista e todo o PIG reclamou medidas enérgicas por parte do STF de Merda do brasileiro, criticando-o quando os juizes acovardados apenas agiram  de acordo com a suas praticas Golpistas e permitiram que o senador se mantivesse na presidência do senado ate o fim de seus mandato.
Na Venezuela a situação foi diferente. Tudo transcorreu como deve acontecer em uma democracia Plena onde as instituições são serias e estão fortalecidas, como não gosta a Globo Golpista que apoia o Usurpardor #Foratemer no Brasil e teima em qualificar aquele Pais, com o seu Presidente devidamente eleito, como Ditadura. Coisas da Ignorância e da Hipocrisia coxinha.


Em entrevista à Telesur advogado constitucionalista Hermann Escarrá ele analisou a situação atual na Venezuela, marcada pela decisão da Sala Constitucional do Supremo Tribunal decretou que o tribunal será responsável por exercer os poderes parlamentares da Assembleia Nacional com o objetivo de salvaguardar o Estado de direito, porque essa entidade cuja maioria da oposição tem desprezado as leis da República.

/div>
Telesur.


A Assembleia Nacional está em condições de desprezo pelo Supremo Tribunal desde 5 de Janeiro de 2016 e mantém esse estado até hoje jurando três deputados da tabela auto-intitulado da Unidade (MUD), eleitos pelo estado do Amazonas, cuja eleição em 06 de dezembro de 2015 foi desafiado devido a atos de fraude.


Há gravações em que o então secretário do governador do Amazonas, Victoria Franchi, oferecidos somas de dinheiro para grupos de pessoas para votar em candidatos de oposição. Portanto, o Supremo Tribunal suspendeu as proclamações dos deputados do Amazonas. No entanto, a Assembleia Nacional foi empossado como deputados para ter a maioria absoluta (dois terços), que lhes deu novos poderes e direitos, incluindo revogar ou alterar leis orgânicas tais como a Lei do Emprego ou a Lei de Educação.
Postar um comentário