RADIOATIVIDADE EM PORTUGAL CAUSOU A MORTE DE MINEIROS



Antigos mineiros
rumam a Bruxelas
Uma delegação de 25 antigos mineiros da Empresa Nacional de Urânio (ENU), partiu de Nelas, rumo a Bruxelas, segunda-feira, 17, para apresentar no Parlamento Europeu a sua justa reclamação de atribuição de indemnizações aos familiares de falecidos com neoplasias.
O Estado português, proprietário das minas de Urânio até o seu encerramento, foi responsável pela exposição dos trabalhadores à radioatividade, sem qualquer controle ou proteção, causando a morte prematura de mais de centena e meia de mineiros.
Procurando dar maior visibilidade a esta justa luta, a deputada do PCP no Parlamento Europeu, Inês Zuber, decidiu convidar a Associação dos ex-Trabalhadores Mineiros (ATMU) a deslocar-se a Bruxelas.

Nesta visita de trabalho e sensibilização estão previstos contactos com o Grupo Parlamentar do PCP no PE e uma reunião com a Comissão Parlamentar do Emprego e Assuntos Sociais, para a qual foram convidados todos os deputados portugueses e de outros países.
Os antigos mineiros iniciaram a ação com uma marcha simbólica, entre a Urgeiriça e Nelas, onde tomaram o onibus para Bruxelas.
A deslocação foi acompanhada por João Abreu, responsável da DORV e membro do Partido Comunista Português.
Postar um comentário