PORCENTAGEM DE DESEMPREGADOS BATE RECORDE NA GRECIA E NO BRASIL

Desemprego aumenta na Grécia
Janeiro brasileiro: desemprego de 4,8%


A taxa de desemprego na Grécia atingiu um novo máximo histórico de 28%, segundo indicou, dia 13, o Instituto de Estatística grego (Elstat).
Oficialmente existiam, em Novembro, 1,38 milhões de pessoas à procura de emprego, contudo, os cidadãos considerados «inativos» são já 3,38 milhões, ou seja, quase tantos como os 3,55 milhões que ainda têm trabalho.
Em 2013, a economia grega continuou em recessão (-3,7%), pelo sexto ano consecutivo, provocando, pela primeira vez em 45 anos, uma queda média dos preços dos bens de consumo de 1,5 por cento em relação a Janeiro de 2012 e uma inflação negativa de -0,9 por cento.

Brasil

"O mês de janeiro deste ano registrou uma taxa de desemprego de 4,8%. O dado da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) foi divulgado hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Esta é a menor taxa para um mês de janeiro da série histórica da PME, iniciada em março de 2002. Em janeiro de 2013, o desemprego havia ficado em 5,4%. Já em dezembro de 2013, a taxa havia sido de 4,3%.
O número de desocupados (1,2 milhão de pessoas) é 9,6% maior do que dezembro, mas 12,6% menor do que o observado em janeiro do ano passado.

Já a população ocupada (23,1 milhões) caiu 0,9% em relação a dezembro e manteve-se estável na comparação com janeiro de 2013.
O número de trabalhadores com carteira assinada ficou em 11,8 milhões, ou seja, estável em relação a dezembro e janeiro de 2013. A PME é realizada em seis regiões metropolitanas: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Porto Alegre."
Postar um comentário