Rússia convoca Grécia para ser sexto integrante de banco dos BRICS


O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, agradeceu ao vice-ministro de Finanças russo, Sergei Storchak, pelo convite e afirmou que a Grécia está interessada na proposta. A expectativa é de que o banco seja uma das mais poderosas instituições financeiras a financiar projetos de infraestrutura nos países do BRICS e nas economias emergentes.
O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, conversou por telefone com o vice-ministro de Finanças da Rússia, Sergei Storchak. Durante a ligação, Storchak convidou a Grécia a se tornar o sexto integrante do novo Banco de Desenvolvimento dos países do BRICS. A informação foi publicada no site do partido grego Syriza.



"O primeiro-ministro agradeceu a Storchak e disse que estava felizmente surpreso com o convite para a Grécia se tornar o sexto país a integrar o Banco de Desenvolvimento do BRICS. Tsipras respondeu que a Grécia está interessada na proposta e prometeu examiná-la minuciosamente. Ele terá uma chance de discutir o convite com os outros líderes do BRICS durante o Fórum Econômico Internacional de 2015, em São Petersburgo", diz o comunicado.

No dia 15 de julho do ano passado, em Fortaleza, os países integrantes do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) assinaram um acordo de US$ 100 bilhões para estabelecer o Novo Banco de Desenvolvimento. A Rússia vai contribuir com US$ 18 bilhões, assim como Brasil e Índia. A China deve entrar com a maior fatia — US$ 41 bilhões. A África do Sul investirá US$ 5 bilhões.

O BRICS, grupo de economias emergentes, foi estabelecido em 2010, quando a África do Sul se juntou ao bloco. Os países do BRICS constituem cerca de 40% da população mundial e têm uma economia combinada estimada em US$ 16 trilhões.
Postar um comentário