TERCEIRO TURNO ELEITORAL E O PANELAÇO COXINHA

O ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante se pronunciou sobre os protestos nos bairros chiques de algumas capitais do país – o chamado panelaço "COXINHA" – durante o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em rede nacional de televisão.
As manifestações de domingo (08/03)coincidiram com os locais onde Dilma perdeu as eleições, em outubro do ano passado.
 
Mercadante classificou o panelaço "COXINHA"como uma espécie de "terceiro turno" e se disse preocupado com o clima de intolerância. Em tom didático, Mercadante afirmou que o sistema democrático tem regras: uma é o reconhecimento do resultado das urnas, e outra é a liberdade de manifestação.
 
"No Brasil, [o processo eleitoral] só tem dois turnos, não tem três. A eleição acaba quando alguém vence e nós vencemos", disse o ministro.
Mercadante esclarece que para ele, o protesto é um direito do cidadão e que o governo reconhece o direito de manifestação, mas que deve existir respeito: "Foi uma eleição bastante polarizada, que teve momentos de radicalização, precisamos construir uma cultura de tolerância, diálogo, respeito".
 
 
Manchetômetro publicado em 2014: Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública do Iesp - PiG lincha a Dilma ! Fonte: Conversa Afiada
UERJ e Cafezinho da Globo provam: o PiG não é imprensa, é agente do Golpe !
 

 
O Manchetômetro apresentou um estudo das manchetes propriamente ditas dos três jornais da base (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo). Foi considerado somente a chamada principal da capa do jornal. Assim, a base de manchetes foi somente uma entrada para cada jornal por dia. Este verdadeiro manchetômetro medidor de valências das manchetes dos jornais. Se a capa do jornal tem um potencial comunicativo maior do que seu miolo, é a síntese de todo o jornal, a manchete é a síntese da síntese. Ela é a notícia principal, escolhida com muito cuidado pelos editores, para passar o conteúdo considerado "por eles" o mais importante do dia.
 
Sendo assim, podemos vislumbrar o grau de manipulação sofrida por esta classe média-coxinha, que lê os jornais/revistas e assiste aos noticiários da televisão. Lembramos que os donos de jornais são os mesmos donos das redes de rádios e TVs e parceiros políticos do PSDB/DEM. Muitas vezes o dono do veiculo de comunicação (os meios que divulgam as notícias) é do próprio político, como por exemplo, é o caso do Aécio Neves que detém franquia da Rádio Jovem Pan FM em Belo Horizonte, além da Rádio Arco Íris, Editora Gazeta de São João del Rei e a Rádio São João del Rei.
Esta parcela reacionária da população é refém do PIG, que conspira meticulosamente e incessantemente contra o governo, preparando os factoides para serem estampados nos seus jornais/revistas e que posteriormente serão panfletados pela televisão. Salientamos que na televisão as noticias são extraídas das manchetes dos seus próprios jornais/revistas.
Os coxinhas devotos do PIG, enfurecidos com o governo brasileiro, promoveram pelas redes sociais este panelaço.
Postar um comentário