Prefeito Fernando Haddad visita a Subprefeitura, Hora Certa e Ecoponto de Santana


Subprefeitura de Santana/Tucuruvi recebeu o Prefeito em visita técnica aos equipamentos públicos da região

Na manhã de sexta-feira, 20/3, o Subprefeito de Santana/Tucuruvi, Carlos Roberto Candella, recebeu o Prefeito de São Paulo para uma visita técnica aos equipamentos públicos da região.
O Prefeito de São Paulo,  Fernando Haddad, acompanhado pelo Secretário de Saúde,  Jose Filippi, conheceu o “Hora Certa Móvel” instalado no pátio da subprefeitura. Esta unidade atende mais de cinco mil pacientes por mês. No local são realizados 13 tipos de exames de apoio diagnóstico, fator que colaborou sensivelmente para a melhora do acolhimento da comunidade e para a redução de 80% na fila do ultrassom na região .
Esta unidade do “Hora Certa” já realizou mais de 84 mil exames em 1 ano. O atendimento rápido e eficiente, ajudou a reduzir as filas nos postos de Saude da Zona Norte.
“Nós já entregamos 12 hospitais dia, oito fixos e quatro móveis, vamos entregar o primeiro hospital geral em maio, na Vila Santa Catarina, começamos a obra de Parelheiros e agora vamos começar na Brasilândia”, afirmou Haddad.


O Prefeito circulou na Praça de atendimento da Subprefeitura, onde visitou as instalações e travou contato com os funcionários e usuários do CAT – Centro de Apoio ao Trabalhador, do Posto da SPTrans, da Agencia de Desenvolvimento e a própria estrutura do órgão que realiza o atendimento presencial do cidadão. 
A visita foi comemorada pela população e finalizou com a ida das autoridades até Ecoponto de Santana. O Prefeito foi recepcionado pelo secretario de infra-estrutura da cidade e vistoriou as instalações do equipamento Cumprimentou os funcionários e atendeu aos conselheiros do Cades.

A Obra pertence ao Plano de Metas da cidade 2013/2016 e significa mais um avanço para política do Governo, que objetiva intensificar o processo reciclatório dos materiais inservíveis.


ECOPONTO DE SANTANA



O Ecoponto Santana está localizado na Av. Zaki Narchi, Altura do numero 360, ao lado da AACD. Segunda estação desse tipo na jurisdição da Subprefeitura de Santana/Tucuruvi. O primeiro Ecoponto da região sita à Rua Eduardo Vicente Nasser, 519, no distrito do Mandaqui.

O entulho gerado por construções, demolições e pequenas reformas em prédios ou residências, que são jogados de maneira ilegal em avenidas, ruas e praças, têm gerado sérios problemas ambientais para a cidade de São Paulo e para a população, que está perdendo espaços de lazer e recreação.
Para combater este tipo de crime, a Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Serviços (SES), está aumentando a oferta de áreas para deposição regular dos resíduos da construção e demolição de pequenos geradores, além de facilitar e incentivar a reciclagem desses materiais.
Ecopontos, que são locais de entrega voluntária de pequenos volumes de entulho (até 1 m³), grandes objetos (móveis, poda de árvores etc.) e resíduos recicláveis. Nos Ecopontos, o munícipe poderá dispor o material gratuitamente em caçambas distintas para cada tipo de resíduo. A intenção da Prefeitura de São Paulo é aumentar o número de unidades.
Todos os Ecopontos funcionam de segunda à sábado das 6h às 22h e aos domingos e feriados das 6h às 18h.



HORA CERTA

Desde abril de 2014, as unidades da Rede Hora Certa Móvel realizam exames de endoscopia, colonoscopia, nasofibroscopia, ultrassom, ecocardiograma, USG Doppler, eletroneuromiografia, entre outros. Somente para ultrassonografias, são atendidos mais de 5 mil pacientes por mês.
As unidades móveis atendem a uma demanda reprimida por exames de imagem. Os pacientes são encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da região. Na zona norte, o equipamento já esteve presente nos bairros de Brasilândia e Pirituba.
A Carreta da Saúde mede 15 metros de comprimento e tem uma área de aproximadamente 100 m². Possui quatro salas de atendimento climatizadas com equipamentos de diagnóstico de alta tecnologia, áreas de esterilização, duas áreas de espera, banheiros e elevador para pessoas com mobilidade reduzida. Já os boxes da saúde são estruturas que chegam a ter 7,5m x 2,5m. Neles podem ser feitos atendimentos em até quatro especialidades.
Postar um comentário