VALE A PENA OUVIR O PAPA FRANCISCO: ESSA NÃO É UMA CRISE ECONÔMICA. É UMA CRISE DO HOMEM!

Se cai a Bolsa, se vão mal os mercados,
vivemos uma tragedia! 
Mas, se morrem milhares de fome, 
nada acontece!
ESSA É A NOSSA CRISE DE HOJE!

Trabalho: Papa critica «sanguessugas» que prosperam à custa da exploração dos outros

RV/OR
 O Papa Francisco abordou a injustiça no mundo laboral, criticando aqueles que constroem a sua riqueza à custa da exploração dos outros.
Durante a Missa a que presidiu na Casa de Santa Marta, acompanhada pela Rádio Vaticano, o Papa argentino classificou esses empregadores como “sanguessugas” que “vivem do sangue que jorra das pessoas transformadas em escravos do trabalho”.
Na homilia, Francisco recordou o testemunho de “uma jovem que encontrou um emprego de 11 horas por dia, a 650 euros e sem contrato formal”.
“A essa rapariga disseram: Se quiser, o emprego é seu, se não pode ir embora. Há mais quem queira, há uma fila atrás de si. O sangue de toda esta gente é um grito de justiça. Pensamos que a escravatura tinha sido abolida, mas ela ainda subsiste hoje”, apontou.
O Papa criticou ainda aqueles que prosperam com a miséria dos outros, os “traficantes” que atraem as pessoas a um “trabalho sem justiça”.
Uma realidade que não é longínqua ou restrita a territórios menos desenvolvidos, mas que está disseminada um pouco por toda a sociedade.
A ideia de um salário “mas sem direito a férias e assistência médica, tudo clandestino” é um “drama de hoje”, sublinhou Francisco.
Postar um comentário