PARA MUDAR DE VERDADE - O NOSSO GOVERNADOR PADILHA VAI LEVAR O METRÔ ATÉ A VILA BRASILÂNDIA





Domingo foi dia de caminhada e carreata na zona norte da capital paulista (Foto: Paulo Pinto/Analítica)

(Foto: Paulo Pinto/Analítica)

São Paulo  - O candidato ao governo do estado de São Paulo pela coligação “Para Mudar de Verdade” (PT/PCdoB/PR), Alexandre Padilha, em 07/09/2014 caminhou pelo comércio e feira livre da Vila Brasilândia, na zona norte da capital.
Acompanhado do senador Eduardo Suplicy, candidato à reeleição, e da vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, Padilha ouviu dos moradores da região queixas sobre a promessa feita pelo atual governo de estender o Metrô até a Brasilândia, o que não foi cumprido. “Há mais de uma década o governo tucano promete trazer o Metrô até a Freguesia do Ó e a Brasilândia. A atual gestão é do governador promessinha, que promete e não cumpre”, disse Padilha.”Ele prometeu concluir a Linha 4 do Metô e também não o fez, prometeu acabar com a aprovação automática e não acabou, prometeu bloquear celulares nas penitenciárias e também não cumpriu”, afirmou.
O candidato ressaltou que, se eleito, até o final de sua gestão o Metrô terá chegado à Brasilândia. Para isso, vai usar o modelo de concessão adotado pelo governo federal nos aeroportos. Pelas previsões feitas pelo próprio governo do Estado, as obras da Linha 6-Laranja do Metrô, que vai ligar a Brasilândia à estação São Joaquim, na região central, devem ficar prontas só em 2020.
Padilha disse que vai continuar visitando ”as regiões esquecidas pelo atual governo” e que quer ser governador para atuar a favor da população mais carente. O candidato também ouviu reclamações sobre a falta de segurança na região.  “Nós queremos implementar um conceito novo de segurança pública, que vai integrar as Polícias Federal,  Rodoviária Federal, Militar, Civil e Guarda Municipais para proteger o cidadão, as escolas, os comerciantes”, ressaltou Padilha.
A atual gestão é do governador promessinha, que promete e não cumpre
Os moradores também comentaram com o candidato sobre a crise hídrica. O candidato destacou que pretende reverter o lucro da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) em medidas que garantam o abastecimento de água para população, implantando o Programa Água Dia e Noite, com obras emergenciais e estruturantes. Apesar de o governo estadual negar que haja racionamento, moradores da Zona Norte vêm reclamando, há pelo menos dois meses, da falta de água durante a noite e início da manhã.
Após a caminhada pelo comércio da Rua São Gonçalo de Abaeté, Padilha subiu em carro aberto e seguiu com o senador Suplicy e a vice-prefeita de São Paulo até a feira livre da avenida Jerônimo Andrade, na Vila Nova Cachoeirinha, onde conversou com os feirantes e consumidores, tirou fotos e comeu um pastel da feira.
Fonte: Equipe Padilha 13 - 

Postar um comentário