FOI UM SUPER FELIZ ANIVERSARIO COM EDI ROCK E O POVÃO DO JAÇANÃ!

UM DIA INTEIRO EM COMEMORAÇÃO
AOS 144 ANOS DO JAÇANÃ
O jaçanã inteiro desceu para a Praça do Jaçanã e comemorou o aniversário do tradicional Bairro imortalizado por Adoniran Barbosa.
É verdade mesmo! Quem mora no Jaçanã não pode ficar em outro lugar e não perde o trem da historia. E a historia do Jaçanã é a vitória de trabalhadores que lutam diariamente e, apesar de todas as dificuldades, constroem esse espaço que é o mais comunitário da cidade de São Paulo.
A festa iniciou com a corrida de rua da cidade de São Paulo na qual centenas de atletas percorreram as ruas do Bairro. 
Enquanto se desenvolvia a disputa, nas proximidades da praça as crianças se divertiam nos brinquedos dispostos gratuitamente na localidade. 
O Show se desenvolveu desde das 10hs da manhã e contou com a participação de grupos e bandas que apresentaram diversos ritmos e estilos passando pelo xóte, samba, rap e HipHop. A noite fechou-se as comemorações com o incrível espetáculo de EDI ROCK, integrante do famoso grupo Racionais MC.

Historia
Em 1870, o bairro era conhecido como Uroguapira, pois se imaginava que houvesse ouro no local. Como não passou de um boato, abreviou-se para Guapira, nome dado pelos indígenas para a região da Cantareira. Em 1º de junho de 1930, o bairro passou a se chamar Jaçanã (uma espécie de ave ribeirinha, também chamada de parrídea, que se caracteriza pelo tom avermelhado do peito).

  O bairro Jaçanã tornou-se conhecido e imortalizado não apenas na zona norte, mas em diversos lugares de São Paulo, pela música “Trem das Onze”, de Adoniran Barbosa, na qual o compositor fazia referência ao Trem da Cantareira (ligava o centro da cidade ao reservatório de água Cantareira), principal meio de transporte do bairro, em atividade entre 1893 e 1965. A ferrovia possuía um ramal que passava pelo bairro chegando até Guarulhos.
  Na época de 1934, grandes glebas de terra foram loteadas pelos irmãos Mazzei, tornando a área um típico bairro paulistano de classe média. Em 1949, o Jaçanã inaugurou o primeiro estúdio de cinema de São Paulo: a Companhia Cinematográfica Maristela, primeiro foco cultural do bairro.
  Localizado na zona norte da cidade, o distrito do Jaçanã, segundo o Censo 2000, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem uma população de aproximadamente 91.649 habitantes que vivem numa área total de 7,8 Km2, onde 43.702 habitantes são homens e 47.947 são mulheres.




Postar um comentário