CIA ADMITIU PLANEJAMENTO DE FALSOS VÍDEOS


Um artigo do Washington Post, publicado em 2010 pelo Exército exoficial Jeff Stein descreve em detalhes como a CIA produz falsos vídeos, como os de Bin Laden em 2003.
A publicação, que inclui comentários de várias fontes dentro do Grupo de Operações da CIA no Iraque, diz que a agência queria "inundar Iraque com vídeos" controversos.


"Na verdade, a agência fez um vídeo mostrando Osama Bin Laden e seus seguidores sentados ao redor de uma fogueira com garrafas de bebidas alcoólicas, saboreando suas conquistas, lembrou um ex-agentes da CIA", afirma o artigo. "Os atores foram selecionados por nós."


Funcionários da CIA reconheceram  que planejaram vídeos do presidente iraquiano Saddam Hussein falsos, uma dos quais mostrando envolvinento de  Saddam Hussein em atos sexuais com um menor.

Embora muitos dos vídeos nunca foram lançados, apenas por reconhecer a existência destas operações psicológicas levanta muitas questões à luz das mais recentes decapitações audiovisuais do Estado islâmico.

Poucos dias depois de o site Infowars questionando o vídeo várias discrepâncias de James Foley, levando peritos forenses britânicos concluíram que ele provavelmente foi montado utilizando "truques e técnicas de câmera para pós-produção."


"Apesar da faca jihadista passar pelo pescoço de Foley pelo menos seis vezes, não há nenhuma evidência de sangue pois a imagem não era colorida", disse analista. "Acho que foi uma encenação". Provavelmente a execução aconteceu posteriormente.
Postar um comentário