A SERVIÇO DE NEOLIBERAIS, PIG DISFARÇA ATRIBUTO DE BANQUEIRA POR "EDUCADORA"

Neca Setúbal a herdeira do Itaú, detentora de 3,5% das ações da holding do grupo é a face verdadeira de Marina Traíra Silva

Nesta campanha Neca Setúbal exerce papel-chave na coordenação-geral da campanha. Como comparação, mesma função exerceu Antônio Palocci, durante campanha da presidenta Dilma Rousseff. Depois de Dilma eleita, Palocci virou ministro. 

A candidata a ministra Neca Setúbalnum eventual governo de Marina Traíra Silva,  declara que  encaminhará ao Congresso a lei que dará autonomia ao Banco Central. Desta forma, constatamos que ela já deixa claro que estará se empenhando a serviço dos interesses dos bancos, dentre os quais, o seu, efetivamente! 
Neca Setúbal , assina os cheques para patrocinar os eventos de Marina (candidata dos bancos) e é tambem responsável por passar as sacolas entre os amigos empresários, a fim de obter mais arrecadações para a campanha.

Em 2010 desembolsou R$ 515 mil. Seu banco, o Itaú, doou muito mais: R$ 1 milhão. “Nada muito significante”, disse ela, considerando o quanto se gasta nas campanhas no Brasil. Em 2010, para arrecadar dinheiro, ela articulou encontros da candidata com artistas e a alta sociedade paulistana, além de "ajudar" no programa de governo.

Patrimônio de bilhões
O banco do qual Maria Alice Setúbal é uma das herdeiras tem patrimônio de 468 bilhões de dólares em ativos — dados de 2013 — e seu rendimento, segundo a Econométrica, chega a 16,7%, dando retorno próximo aos 70 bilhões de dólares por ano. Isto faz dele um dos mais lucrativos, superando o retorno dos bancos americanos, por exemplo. No US Bancorp, que teve maior rentabilidade em 2013, a taxa não superou os 15,48%.
Ela também é sócia do marido, Almeida Prado, em um hotel na Fazenda Capoava, a poucos quilômetros de Itu, no interior de São Paulo. Somados, seus patrimônios a credenciam a pertencer ao seleto grupo do 1% mais rico do país. 
O motivo, de acordo com a própria Neca, está em ser hoje a junção das personalidades da mãe, Tide, a quem define como humanista, e do pai, Olavo, um empreendedor, “no sentido de empreender bem o que se propõe a fazer”, explica ela.
“A figura do meu pai foi muito importante na minha formação, no meu jeito de ser”, afirma, lembrando que ele, um liberal, “afinal, banqueiro”, nunca a desrespeitou por suas decisões políticas. 
Marina e Neca se conheceram em 2009 pelas mãos de Guilherme Leal, então candidato a vice da ex-senadora.  
A amizade entre as duas teve início em 2009, pelas mãos de Guilherme Leal, um dos donos da Natura, de quem Neca é amiga desde a adolescência. Ele pediu que contribuísse, à época, com o programa de governo da candidata, que concorria à Presidência da República pelo PV.

Postar um comentário