SÃO PAULO CRIATIVA: EMPREENDEDORISMO NA ZONA LESTE. PARTICIPE!


 
Secretaria Municipal do Trabalho e do Empreendedorismo cria projeto “São Paulo Criativa”, que beneficia a Zona Leste
 
Este é o primeiro projeto apresentado pela Secretaria nesta gestão: seis subprefeituras e sete CEU´s serão contemplados, com qualificação em edição e impressão, informática, publicidade e propaganda, ligadas à economia criativa.
Por: Cal Francisco
O prefeito, Fernando Haddad, anunciou a implantação do projeto “São Paulo Criativa”, uma parceria entre a Secretaria Municipal do Trabalho e do Empreendedorismo (SEMTE) e o Senac São Paulo. O plano, que irá oferecer cursos permanentes de software e hardware aos moradores da Zona Leste, foi apresentado no CEU Azul da Cor do Mar (Itaquera). O Secretário Municipal do Trabalho e do Empreendedorismo Eliseu Gabriel será o responsável pela coordenação dos trabalhos do “São Paulo Criativa”. Outras duas secretarias completam a parceria.
“Este é o nosso primeiro projeto estruturado com economia criativa na cidade de São Paulo. Um esforço do poder público em parceria com o Senac e o apoio da Microsoft para que funcione essa cadeia produtiva”, destacou o Secretário Municipal do Trabalho e do Empreendedorismo Eliseu Gabriel, que ainda acrescentou: “Nós vemos muitos talentos que existem na cidade de São Paulo que acabam se perdendo pela falta de oportunidade. Por isso, nós iremos oferecer esses cursos que são muito importantes para este setor”.
O “São Paulo Criativa" irá beneficiar mais de 2 milhões de pessoas nas subprefeituras contempladas inicialmente: Cidade Tiradentes (CEU Inácio Monteiro), São Mateus (CEU Alto Alegre), Sapopemba (CEU Rosa da China), Itaquera (CEU Azul da Cor do Mar), Guaianases (CEUs Jambeiro e Lajeado) e Itaim Paulista (sede da Subprefeitura).
Serão oferecidas qualificações nas áreas de edição e impressão, informática, publicidade e propaganda, ligadas à economia criativa. Além disso, os participantes receberão apoio na gestão, organização e legalização de empresas na área para o desenvolvimento de cadeias produtivas criativas. Todas as atividades serão focadas na capacitação para o trabalho, empreendedorismo, inovação tecnológica e microcrédito.
Eliseu Gabriel adianta que a cidade de São Paulo “ganha muito com o projeto, porque é a primeira iniciativa do poder público - organizada, estruturada – no sentido de apoiar a economia criativa.” Eliseu lembra que “isso é feito em todos os países de primeiro mundo e é um investimento decisivo na preparação de pessoas para o desenvolvimento e integração na economia criativa.”
“Nós iremos atender a juventude da região (Leste) com um programa de formação que está em linha com o que existe de mais moderno no mundo numa área de economia criativa, que é fronteira do que está acontecendo hoje em termos produtivos e criativos”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.
O convênio com o Senac São Paulo prevê a capacitação dos alunos, com apoio pedagógico e certificação. Além disso, a instituição irá capacitar os empreendedores em relação a gestão, organização e desenvolvimento de empresas, sem ônus para o município. A previsão é que as matrículas sejam abertas no segundo semestre deste ano, quando os cursos estiverem estruturados.
“Para o Senac São Paulo é um grande prazer participar desta iniciativa da Prefeitura de capacitação de recursos humanos para a área de economia criativa que se inicia pela Zona Leste da capital. Temos já um trabalho sólido nessa região da cidade, com unidades educacionais no Tatuapé, na Penha, em Itaquera e, em breve, em São Miguel Paulista, que está em construção. Dessa forma, a instituição cumpre a sua missão de desenvolver pessoas e promover a inclusão por meio da educação. É mais uma ação que se agrega ao nosso esforço institucional em favor de pessoas e comunidades economicamente desfavorecidas.”, afirma Lucila Sciotti, Superintendente de Operações do Senac.

Secretaria do trabalho e do Empreendedorismo leva Núcleo de Desenvolvimento Econômico a Pirituba/Jaraguá e São Domingos 04-02-2013

Para o desenvolvimento do “São Paulo Criativa”, a SEMTE, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento Econômico, irá formular, coordenar e administrar o projeto, além de captar parcerias, cuidar do mobiliário, equipamentos pedagógicos, computadores e softwares. A Secretaria Municipal de Educação será responsável pelos CEUs e as subprefeituras serão responsáveis pela infraestrutura local, energia, água, segurança, seleção dos alunos e cadastramento de outras empresas que possam se interessar pelo projeto.
Agência São Paulo de Desenvolvimento

Durante o ato, o prefeito Fernando Haddad também declarou sua intenção para a instalação de agências do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e da Caixa Econômica Federal para auxiliar os microempreendedores dentro das subprefeituras.

“Muitas vezes você tem a formação, mas não tem o crédito, ou apoio jurídico para formalizar regularizar o seu negócio. Então tudo isso será combinado na Agência São Paulo de Desenvolvimento”, declarou Haddad, que também destacou a concepção de multiuso dos espaços públicos: “Os equipamentos precisam ser usados de maneira integrada, pois assim você otimiza a utilização do espaço público, diminui custos e melhora a possibilidade de parcerias, como esta que está sendo feita hoje”.
A PREFEITURA DE SÃO PAULO EXPÕE VAGAS DE EMPREGO PELA REDE SOCIAL. CONFIRA ALGUM,AS DELAS ABAIXO E COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS DA INTERNET.

35 vagas temporárias para o período de Páscoa: auxiliar de cozinha, sem exigência de experiência, salário de R$ 800,00.

CAT está com 439 vagas temporárias, com destaque para 145 oportunidades no Cirque du Soleil. Detalhes: http://t.co/fkLdn9aU

Ainda hoje, mais de 400 vagas de emprego em SP, com destaque para 145 oportunidades para o Cirque du Soleil, no Brasil
-
Curso básico de empreendedorismo tem vagas: controle do dinheiro, técnicas de vendas, formação de preços. Fale conosco. http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/trabalho/noticias/?p=142891

Postar um comentário