PT LANÇA CANDIDATURA DO DR ALEXANDRE PADILHA AO GOVERNO DE SÃO PAULO


O 18º Encontro Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) de São Paulo foi realizado no Ginásio do Canindé, em São Paulo. 

O Dr.Padilha foi aplaudido por todos os companheiros como o ex-presidente Lula, a ministra da Cultura Marta Suplicy, o presidente nacional do Pt Rui Falcão, entre outros 5 mil companheiros do partido.

Recebido com gritos de “Lula, guerreiro do povo brasileiro”, o ex-presidente associou o candidato de oposição do PSDB à ditadura, e disse que seu governo foi o que mais fez no combate à corrupção. “A diferença é que a gente tirou o tapete da sala, e eles jogaram tudo para debaixo do tapete.
Lula questionou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso:  “O ex-presidente deveria dizer quem é que começou essa relação de promiscuidade entre poder executivo e Congresso Nacional, ao comprar votos para ser aprovada a reeleição em 1996″.
Lula salientou que o partido é alvo de ódio de uma elite que é manipulada pela mídia e promete se dedicar 100% para eleição do ex-ministro da Saúde, o Dr Alexandre Padilha para o governado do estado de São Paulo.
O presidente do PT estadual, Emidio de Souza, disse que as vozes do atraso criticam o governo Dilma e a candidatura do Padilha porque têm medo dos avanços conquistados pelo PT. Ele também criticou o discurso de mudança do PSDB, que lançou Aécio ontem com o mote que um "tsunami" vai tirar o PT do poder. "O centro da mudança já chegou em 2002, com eleição de Lula", disse Emidio.
Rui Falcão destacou que "há um projeto de volta ao passado, contrário ao avanço do PT".
Em vídeo a presidenta Dilma elogiou a passagem de Padilha no ministério da Saúde, como a coordenação do programa Mais Médicos, e o apoio "decisivo" do governo federal para a realização de obras essenciais em São Paulo, como o rodoanel e a modernização do porto de Santos. "São Paulo não pode mais confiar em volume morto. Você, Padilha, é o volume vivo", disse.

Postar um comentário