ALIADOS NORTEAMERICANOS USARAM ARMAS QUIMICAS

ONU CONFIRMA QUE A "LINHA VERMELHA"
 FOI QUEBRADA PELOS ALIADOS AMERICANOS NA SIRIA
Os grupos armados usaram armas químicas a noroeste de Aleppo
, afirmou, dia 7, o ex-enviado especial da ONU e da Liga Árabe à Síria. Em entrevista ao semanário alemão Der Spiegel, Lakhdar Brahimi confirmou como verdadeira a versão do governo sírio, segundo o qual foram os terroristas aliandos e aopiados pelos EUA quem usaram agentes tóxicos contra civis a 19 de Março de 2013.
Recorde-se que as potências imperialistas acusaram o regime de Damasco de ser responsável pelos ataques com armas químicas na Síria. Com esse pretexto, os EUA tentaram impor uma intervenção militar directa no território.
A campanha imperialista acabou por não se concretizar em resultado de um acordo entre norte-americanos e russos, que previa a eliminação do arsenal e de todos os competentes passíveis de produzir aquele armamento não-convencional, bem como o desmantelamento dos laboratórios.
A Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) e a ONU, em cooperação com as autoridades sírias, ficaram encarregadas de fazer cumprir o programa de transbordo e destruição do material, sublinhando, ao longo do processo (praticamente concluído), o empenho notável da Síria.
Pelo contrário, os grupos terroristas colocaram permanentes obstáculos perpetrando ataques e atentados visando os monitores da OPAQ e das Nações Unidas, e fechando áreas onde se encontravam armazéns militares.
Ainda no passado dia 27 de Maio, um grupo de seis inspectores internacionais e cinco colaboradores sírios foram sequestrados, isto apesar do cessar-fogo acordado entre o governo e os mercenários na região para onde se dirigiam. A equipe acabou por ser libertada.
Postar um comentário