IBOPE: Brasil é o terceiro país mais otimista do Mundo. CHORA PiG!


Mais da metade dos brasileiros acredita que 2013 será de prosperidade econômica

​Brasil é a terceira nação mais otimista do mundo em relação à economia em 2013.
​A população do Brasil está entre as mais otimistas em relação à economia em 2013. Resultados da pesquisa Barômetro Global de Otimismo, feita pelo IBOPE Inteligência, em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), realizada em 54 países, com 55.817 entrevistados, mostram que 57% dos brasileiros acreditam que este ano será de prosperidade econômica, o que coloca o país como a terceira nação mais otimista.

O otimismo no Brasil, que é 60% superior à média global de 35%, só é superado pelas populações da Geórgia (69%) e do Azerbaijão (58%).

As regiões Norte e Centro-Oeste foram as que apresentaram o maior índice de otimismo em relação à prosperidade econômica. Para 66% dos moradores dessas regiões 2013 será marcado por prosperidade. 

Por idade, os jovens da faixa de 16 a 24 anos são os mais otimistas em relação à prosperidade econômica do Brasil em 2013 (62%).

Por renda, a classe D/E é a que mais acredita em prosperidade econômica (60%). 

Já os brasileiros que esperam dificuldade econômica neste ano somam 12%, bem abaixo da média mundial, de 28%. Por aqui, os menos otimistas são as pessoas das classes AB, os moradores da região Sul e a população da faixa etária de 40 a 49 anos. 


O otimismo no mundo:
Entre as nações, nove das 10 mais pessimistas estão na Europa, refletindo a crise econômica do continente. Em situação delicada na zona do euro, Portugal lidera a lista, com 87% da população esperando dificuldade na economia. Único país de fora da região, o Líbano aparece em segundo, com índice de 77%. Completam o ranking França (70%), Bélgica (68%), Espanha (66%), Bósnia e Herzegovina (61%), Irlanda (60%), Alemanha (52%), Polônia (52%) e Reino Unido (51%).

Por região, a América Latina é o continente mais otimista com a economia (49%), seguida da África e sul da Ásia (47% cada). Os menos otimistas são os países do oeste (6%) e do leste (17%) da Europa.
Postar um comentário