GENOINO ASSUME VAGA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS COM A FORÇA DA LEI E COM A LEGITIMIDADE DE MAIS DE NOVENTA MIL VOTOS


Genoíno toma posse e diz que
discorda das decisões do STF

José Genoíno disse ter tomado posse para honrar os votos recebidos na última eleição.
Quinze deputados tomaram posse nesta quinta-feira na Câmara devido às mudanças nas bancadas após a eleição municipal de 2012, mas José Genoíno (PT-SP) foi o centro das atenções. Réu condenado no processo do mensalão, ele assumiu uma cadeira no Parlamento em meio a contestações de oposicionistas. O deputado se considera inocente e disse esperar que a Justiça reverta a decisão sobre o seu caso ressaltando ter assumido o mandato para fazer justiça aos mais de 92 mil votos obtidos na última eleição.

Genoíno disse que estava simplesmente cumprindo a Constituição e leu o inciso 57 do artigo 5º, que garante o direito de uma pessoa só ser considerada culpada após o trânsito em julgado  de sentença condenatória.

“Tenho a consciência tranquila dos inocentes”, repetiu, em entrevista coletiva depois da posse.

Sentença
Apesar de se considerar inocente, o deputado garantiu que cumprirá a decisão do Supremo caso seja definitivamente condenado. 

José Genoíno não comentou o processo do mensalão nem o envolvimento de outros deputados também condenados. Ele disse que apenas seu advogado deve falar sobre isso, porque conhece o processo mais a fundo e ainda devem ser apresentados recursos em sua defesa.
Durante a entrevista, Genoíno foi acompanhado por uma filha e pelos deputados petistas Ricardo Berzoini (SP), José Mentor (SP), Sibá Machado (AC) e José Guimarães (CE). “Os deputados envolvidos têm nosso apoio político e nossa solidariedade; temos a leitura de que houve uma avaliação contraditória no julgamento e esperamos que isso seja revertido”, disse Berzoini, sobre o processo do mensalão.
Postar um comentário