ENTREVISTA DA DILMA PARA "TALK TO AL JAZEERA"

  Dilma Rousseff: Transformando o Brasil
Dilma Rousseff: Transforming Brazil The Brazilian president examines issues surrounding the World Cup and economic challenges facing her country.
A presidenta brasileira examina as questões e os desafios econômicos do Brasil

Ela tem sido chamada de "A Mãe da Nação" por muitos e por alguns "Lady de Ferro". No ano passado, a Revista Forbes a nomeou a Segunda Mulher Mais Poderosa do Mundo.

A presidente Dilma Rousseff, eleita em 2010, e a primeira chefe de Estado do sexo feminine no Brasil, este ano, estara buscando uma reeleição e vem sendo a grande favorita pará vencer as eleições.
"Eu acredito que o Povo brasileiro deveria me dar uma oportunidade de um novo mandato, devido ao de que sou parte do projeto que transformou o Brasil " diz Dilma. 54% da população do Brasil viviam na pobreza em 2002. Hoje em dia, 75% por cento da população brasileira compõem uma classe MÉDIA, ou seja, pessoas de classe C e acima.
Em sua juventude, abraçou o socialismo progressista e foi presa pelo seu envolvimento na luta democratica em grupos de guerrilha contra a ditadura military brasileira, mas ao longo dos ultimos 40 anos, ela faz uma viagem do estabelecimento do marxismo imediato para um moderado caminho construindo o socialismo.
Dilma Rousseff, falou ao Al Jazeera sobre a os problemas de fazer a Copa do Mundo, a Cúpula BRICS, Desafios Económicos e Sociais, e o papel brasileiro na região latina.
"Temos uma visão multipolar do mundo. Tendo em conta que temos uma grande ênfase em nossos vizinhos. Todo o mundo está cheio de culturas diferentes e devemos conviver com todas as nações", diz ela. "Nós éramos uma colônia, temos vivido no âmbito do Fundo Monetário Internacional para que repudiar o conceito dos dando ordens superiores para seus subordinados. Isto não é o que o Brasil pretende fazer na região ou com os países africanos ou do BRICS. Queremos igualdade. Ninguém pode acusar o Brasil de ter uma atitude de tentar fazer valer os seus interesses contra os interesses de outras pessoas. Este é um valor que nós construímos em cima. Queremos continuar a fazer contribuições para a criação de um mundo mais pacífico ".



Postar um comentário