AÉCIO: PÓ OU MATO?

Aécio diz que o PT é especialista

em destruir o PSDB




O pré-candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, atacou neste sábado, em Porto Alegre,
as campanhas de difamação contra ele que circulam na internet e classificou como “guerrilha” os "boatos" sobre ser usuário de cocaina. Indiretamente, o candidato demonstrou sua ignorancia atribuindo a origem dos ataques ao PT.
Adicionar legenda
Aparentemente, o candidato esqueceu que a imprensa atucanada de São Paulo e do Rio de Janeiro (leia-se Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo e O Globo) estava muito irritada com Aécio. Apesar de esses veículos e o PSDB acreditarem que Dilma, então praticamente estagnada nas pesquisas, seria mera sparring de dois políticos profissionais como Aécio e Serra, preferia o segundo.
No auge da disputa entre Serra e Aécio, o Estadão publicou artigo de Mauro Chaves, que odia o PT, contendo uma chantagem contra o então governador de Minas Gerais, conhecido por sua vida de “playboy” e sobre quem circulam, há anos, fatos sobre ser usuário de cocaína. O título do artigo que Chaves escreveu e que foi publicado pelo Estadão em 28 de fevereiro de 2010 já dispensaria o resto do texto: “Pó pará, governador”. 
Confira, a íntegra do artigo.

"Eu fico muito feliz em ver que num momento destes o PT não consegue ir para um debate a sério. Temos é que tomar cuidado para não fazer desavisadamente o jogo daqueles que querem trazer a campanha para esse submundo" da minha vida pessoal.
"No que depender de mim, vamos fazer um debate político" evitando o uso de drogas - afirmou durante entrevista coletiva.
O pré-candidato do PSDB à presidência não deu o nome de seu traficante, preço, ou quantidade consumida e continua a negar ser usuário de cocaína à Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo e O Globo, entretanto ele adimitiu, em uma entrevista à Folha de S. Paulo, ter sido usuário de machonha na adolescência, Aécio, mas disse que se sua relação com as drogas “terminou aí”.


Confrontando os fatos com a realidade, parece ao observador independente, deve concluir que o envolvimento do candidato com o submundo das drogas, faz ele ser o especialista em destruir o PSDB.
Postar um comentário