ZÉ DIRCEU NO RODA VIVA - RESSALTAM-SE AS DIFERENTES CONCEPÇÕES DE TV PUBLICA

TV BRASIL UM ESPAÇO DEMOCRATICO
A Democracia não garante a perfeição. Errar é inerente ao Ser Humano. A Democracia exige instrumentos para reconhecer os desvios e corrigi-los rapidamente. A Tv Publica é um elemento muito importante no composto da estrutura que garante vida longa a Democracia. No Brasil, a EBC - Empresa Brasileira de Comunicação coordena um composto de aparelhos Publicos desse setor. Foi com grata surpresa que pude colocar a teste esse componente do Governo e receber uma resposta rapida e promissora da perspectiva de construção de um Estado democratico a serviço da Cidadania.
guillermo-farinas
Tudo começou no dia  21 de Outubro 2010, com a transmissão, pelo Reporter Brasil, de uma noticia na qual se reportava que o cubano Gilhermo Fariñas receberia o Prêmio Sakharov para a Liberdade de Pensamento, concedido pelo Parlamento Europeu, em virtude de seus esforços para libertação de prisioneiros politicos em Cuba, recorrendo a Greve de Fome.

CHAMADO INTERNACIONAL PELA LIBERDADE DOS CINCO CUBANOS PRESOS NOS EUA
Até esse ponto nenhuma novidade já que há quem se importe com esse tipo de noticia a respeito de Cuba, enquanto outros são alijados das informações sobre o embargo americano que faz sofrer todo um Povo há decadas, ou mesmo não vemos uma palavra a respeito dos cinco Cubanos presos nos Estados Unidos cujo Grupo de Trabalho sobre Detenções arbitrarias da Comissão de Direitos Humanos da ONU ja emitiu sentença condenando essa prisão ilegal. Então, tal materia é fruto dessa editorialização preconceituosa que já se tornou rotina na imprensa privada brasileira e contamina a estatal.
Entretanto, a despeito do natural direcionamento de conteudo, chocou-me a forma agressiva com que se tratou Cuba na materia, culminando no momento em que o apresentador da noticia informou aos telespectadores que Fariña estaria recebendo o Premio por sua luta contra a Cuba que se tornara uma Ditadura dos Irmãos Castro.
Nessa hora considerei a necessidade de também expor a minha opinião e o fiz enviando o seguinte email para a Ouvidoria da EBC, como segue:

Assunto: A ditadura Cubana
Assistindo ao Jornal da tv brasil de hj. A reportagem sobre um premio concedido pela UE a um Cubano - Farina - se referiu a Cuba como sendo uma Ditadura dos Irmãos Castro. Gostaria de saber baseado em que criterio foi assim conceituada Cuba e quais outros paises se enquadram no conceito de ditadura utilizado pelo jornal. Tb gostaria de saber quem elabora tal criterio e se há criterios para definir outros paises tambem. Gostaria de verificar até que ponto podemos aplicar cientificamente o conceito da TV Brasil ou se a TV Brasil reporta achismos. Se for na base do achismos. Peço q passem a reportar paises como Estados Unidos e Inglaterra como pseudo democracias porque eu acho isso.


Por outro lado, caso tenham informado apenas o que pensa o Sr. Farina, um  daqueles que pensa diferente de milhões de Cubanos, a reportagem não deveria ter colocado a frase de forma afirmativa e sim informar que este é o pensamento do Sr. Farina,(nem precisava informar que milhões de Cubanos pensam diferente dele. seria bom, mas...) já que nem a UE denomina Cuba desta forma e nem a ONU.


É claro que não espera resposta alguma, visto que o cachimbo do passado ditatorial, do tempo quando eu precisava do estado, já deixou minha boca para lá de torta com relação a soluções que venham do Governo. Sei que nestes casos o silencio desobriga ao trabalho e, sendo os empregados do orgão pertencentes ao funcionalismo publico, a pratica de "Mandar para Roça" faz parte de algum manual que o meu preconceito antigo sempre força acreditar como primeira providencia para solicitações de um demandante anônimo. Todavia, para minha felicidade, uma resposta em curto prazo chegou a minha caixa de mensagens:

Prezado Sr. Douglas,
Sua reclamação foi encaminhada à Diretoria de Jornalismo da EBC. A resposta será repassada, assim que chegar à Ouvidoria.

Atenciosamente,
David Silberstein
Assessor da Ouvidoria

Observando não se tratar de resposta automatica, mesmo assim, ainda mantive fiel ao preconceito e certo de que a tal frase: "... A resposta será repassada, assim que chegar..." podia ser escrita de outra maneira " Espere sentado porque a resposta nunca chegara até aqui e se chegar não será repassada". Mas o fato é que chegou:

Assunto: Re: A ditadura Cubana

Prezado Senhor Dougals, bom dia.

Em resposta a sua mensagem, a Gerência da TV Brasil enviou a seguinte mensagem:



"Realmente o Repórter Brasil cometeu um erro no dia 21 de outubro, ao se referir a Cuba como uma ditadura.


Por questões operacionais, as matérias internacionais são editadas no Rio de Janeiro a partir de várias fontes,mas, prioritariamente, com conteúdo e imagens da agência de notícias Reuters. Além do editor de internacional, o texto normalmente é revisado pelo editor chefe do Rio de Janeiro e acompanhado pela editora chefe de Brasília. Infelizmente, a matéria foi editada em cima da hora e o erro só foi visto no ar pelos responsáveis pelo telejornal. Os editores do Rio de Janeiro foram advertidos quanto ao erro e de nossa parte vamos redobrar os cuidados com os textos das matérias. 


Agradeço ao telespectador por nos ter chamado a atenção quanto a fato tão relevante, pois, nós da TV Brasil não podemos tratar Cuba como o resto da mídia brasileira."
Agradecemos a colaboração, no momento em que nos colocamos à disposição para quaisquer esclarecimentos.
Atenciosamente,
Tiago Martins
Assessor da Ouvidoria
EBC-Empresa Brasil de Comunicação
www.ebc.com.br
Gostei muito desse ultimo paragrafo: 

...Nós da TV Brasil não podemos tratar Cuba como o resto da mídia brasileira.


Essa é uma conquista da sociedade brasileira e todos temos o devver de zelar por ela. Sempre que puder ligue na TV Brasil, confira o conteudo e, se puder mande também o seu recado. Ele será ouvido eu garanto.



Contatos da Ouvidoria da EBC


Telefones: (61) 3799-5243 ou (61) 3799-5244
Cartas:
 Ouvidoria - Caixa Postal 8840
Endereço:
 SCLN 702/3 – Bloco B, 3º. andar
Brasília-DF – CEP: 70720-620
E-mail:
 ouvidoria@ebc.com.br

TV CULTURA UM INSTRUMENTO DO ESTADO A SERVIÇO DO ATRASO
 
A entrevista de Zé Dirceu ao Roda Viva deixou claro como a instituição esta aparelhada para fazer eco ao obscurantismo emanado pelos "pensadores" do - Café Millenium - flagorosamente derrotados nesse ultimo Pleito. 
Quem assistiu a primeira entrevista concedida por Dirceu a Marilia Gabriela no SBT notou a mudança de comportamento, para pior, quando a "entrevistadora" foi pautada em territorio Tucano. 
Notadamente, a insistencia dela em rotular o dirigente Petista como Lobista, apesar de suas constantes negativas. 
Ninguem poderia esperar menos de uma entrevista capitaneada por Augusto Nunes, um completo desinformado que tentou repetir as acusações sobre a atuação
 de Zé Dirceu no governo, facilmente espalhadas pela midia quando não há chance de reposta ao acusado, mas que diante dos dados fornecidos pelo entrevistado mostraram-se apenas ilações sem  qualquer base no Processo real.
Foi deprimente ver um reporter, da revista época, perguntar ao Dirceu o que o povo viu em Dilma, porque ele, jornalista, não viu nada. Como fosse ele a referencia para avaliar os candidatos a Presidencia. 
Outro insistia que o Eleitor quer saber quem são os clientes do advogado Dr. José Dirceu como se o Petista estivesse concorrendo a algum cargo Publico. Houve momentos que mais parecia uma feira do que uma bancada de "Jornalistas". 
A excessão foi o representante de Carta Capital que concentrou a maioria de suas interessantes questões dentro do tema e nas perguntas mais contundentes mostrou-se apoiado em fatos, bem diferente do histerico pergunteiro da Revista Veja.

Colaborou com o Blog da ZN: Douglas Badi

Bloco I

BLOCO II
BLOCO III
BLOCO IV
Postar um comentário