RODOANEL: SÃO PAULO CONTRA ATACA - NADA JUSTIFICA DESTRUIR A CANTAREIRA

POR MAIS UMA PRAÇA DE PEDÁGIO A TUCANAGEM FAZ QUALQUER NEGÓCIO
Voce está convocado para lutar a favor da Serra da Cantareira!
Voce não pode deixar de contribuir!
Participe! Divulgue! Compareça!

Atividades de Mobilização
Descrição
Data
Horário
Local
Reunião com lideranças para organizar passeata
 20 de Nov
16:00
R. Antônio Gonçalves Campos, 440 – São Paulo
Passeata na Zona Norte de São Paulo contra a construção do Trecho Norte do Rodoanel
27 de nov
14:00
Saída PRAÇA MARIQUINHA SCIASCIA – Destino HORTO FLORESTAL
Debate com professores da UNG sobre o estudo de Impacto Ambiental do traçado
30 de nov
19:00
UNG - Praça Tereza Cristina, 01, Centro - Guarulhos






Audiências Públicas do Consema:
Cidade
Data
Hora
Endereço
Arujá
07 dez
17:00
Clube União Arujaense, Avenida Amazonas, nº. 100 - Centro
Guarulhos
15 dez
17:00
UNG Centro Anfiteatro F
São Paulo
16 dez
17:00
Casa de Portugal, Avenida Liberdade, nº. 602 - Centro

Abaixo assinado:
Rodoanel Trecho Norte NÃO!
Destinatário: Ministério Público Federal

PASSEATA S.O.S. CANTAREIRA!
O trecho Norte do Rodoaneal volta a ser discutido e seu traçado passa pela Zona de Amortecimento da Cantareira.

O trecho Norte do Rodoanel foi o primeiro a ser discutido, no começo dos anos 2000, mas a pressão da comunidade devido aos Impactos Ambientais na serra da Cantareira, fez com que a DERSA adiasse a discussão, e o trecho Norte ficou como 4ª e última etapa da obra, para o "fechamento" do anel
Passado 7 anos, a RECANTA (Rede de Cooperação da Cantareira) e entidades parceiras resgatam o movimento inicial que em 2003 fez fazer ouvir os reais impactos da obra para a região da Cantareira e para população paulistana.

mapa_clima.jpg

O Trecho Norte na Cantareira pretende desmatar aproximadamente 100 hectares da zona de amortecimento da Serra, alterando substancialmente a qualidade de vida dos bairros de seu entorno e aumentando a propensão das ilhas de calor (figura) na região Norte e demais regiões paulistanas que já sofrem com as mudanças climáticas devido à expansão descontrolada da mancha urbana.

Participe do Movimento pela Preservação da Serra da Cantareira.

Passeata: Dia 27/11 - Sábado
Concentração a partir das 14 horas
Local: Praça Da. Mariquinha Sciascia, conhecida como Largo do Tremembé (alt. do nº 43 da Av. Maria Amália Lopes de Azevedo)

Como chegar: Dê preferência ao transporte coletivo, ou venha de bicicleta, caminhando...

Caso venha de carro, dê carona, e traga outras pessoas.

Melhor caminho: Av. Cruzeiro do Sul até o Metrô Carandiru - Av. Zaki Narchi - Av. Luis Dumont Vilares - Av. Tucuruvi - Av. Nova Cantareira - Av. Maria Amália Lopes de Azevedo

De ônibus:
177 P- Pedra Branca - passa na Av. Cruzeiro do Sul, em Santana
177 H - Horto Florestal - passa na Av. Cruzeiro do Sul, em Santana

Mais informações sobre o Rodoanel Trecho Norte, acesse:
Foto: obras do rodoanel na região de S.Bernardo. Serra da Cantareira terá o mesmo fim?

O melhor traçado é aquele
debatido junto a Sociedade

- OS TÚNEIS 3, 4 E 5

O "melhor traçado" apresentado para o Rodoanel trecho Norte coloca o túnel 3 logo após um grande trevo de acesso ao final da av. Inajar de Souza, atrás do Jardim Peri, conforme imagem abaixo. ET.: o rodoanel não deveria ter saída para avenidas locais...

A entrada do túnel 4, atrás da Pedra Branca, fica a apenas 11 km do centro da cidade.

O túnel 5 proposto fica sob um morro na Vila Albertina, e sua saída é na Fazenda Santa Maria, a 12 km do centro.

No curto intervalo entre os túneis 4 e 5, está proposto um viaduto sobre os lagos do clube da Sabesp, onde ficava o mais antigo reservatório de água da cidade.


- DOIS TRECHOS DO "MELHOR TRAÇADO"


O "melhor traçado" proposto pela Dersa para o trecho Norte do Rodoanel passa por áreas verdes a 13 km do centro da cidade. A foto abaixo mostra o trecho logo após a saída do túnel, ao lado da Fazenda Santa Maria, antes de cruzar com a av.Cel. Sezefredo Fagundes.

A foto abaixo ainda é São Paulo, logo após o cruzamento com a rodovia Fernão Dias. O bairro se chama Três Cruzes, semi-rural. A comunidade local está se mobilizando para a passeata dia 27/11, 14h, na praça D. Mariquinha Sciascia, Tremembé, em direção ao Horto Florestal
 Paulo Preto mudou contrato no Rodoanel e acelerou obras
O ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, fez mudanças no contrato original das obras do Rodoanel um dia após assumir a diretoria de engenharia da estatal, informa o jornal Folha de S.Paulo deste domingo (24).
De acordo com a reportagem, a alteração contratual assinada por ele permitiu que as empreiteiras mudassem o projeto da obra e até usassem materiais mais baratos. Segundo a Folha, a medida, definida em 2007, em acordo da Dersa com as construtoras, foi tomada para "acelerar" a construção do trecho sul a fim de entregar a obra até abril deste ano, quando José Serra (PSDB) deixou o governo paulista para se candidatar à presidência da República.
O jornal afirma ainda que a mudança contratual no Rodoanel inviabilizou cálculos que poderiam dizer se os pagamentos das obras correspondiam ao que havia sido planejado e executado, de acordo com avaliação do Ministério Público Federal, feita dois anos mais tarde. Ainda segundo a Folha, a negociação com as empreiteiras envolvidas nas obras do Rodoanel foi a principal tarefa de Paulo Preto, que teve a missão de não permitir que a "vitrine política" de Serra sofresse atraso.
A reportagem afirma que o acordo mudou radicalmente as regras de pagamentos das construtoras, que tinham sido fixadas na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB). De acordo com a Folha, as empreiteiras passaram a receber um preço fechado no valor de R$ 2,5 bilhões, ao invés de serem pagos conforme quantidade e tipo de cada serviço ou material usado na obra.
Ao jornal, a Dersa e Paulo Preto negaram que a obra tenha irregularidades. Segundo o ex-diretor, a mudança contratual em 2007 apresentou vantagens e qualidade do empreendimento foi garantida.

COLABORARAM COM O BLOG DA ZN: Ricardo Timoteo - Conselheiro do CADES e os Blogs
Postar um comentário