Da serie: Nunca antes neste País - Introdução Lula x FHC

Desde 2003, coma posse do presidente Lula, o Brasil passa por um profundo processo de mudanças que colocou nosso país no roteiro do desenvolvimento com distribuição de renda e justiça social. O governo do PT, junto com seus aliados, conseguiu mostrar que o Brasil é capaz e pode seguir mudando, para que tenhamos uma sociedade mais justa e fraterna. O projeto em curso rompeu coma arrogância de nossas elites subalternas aos interesses internacionais e preconceituosas com o nosso povo.
Os avanços obtidos estão neste balanço de algumas das principais realizações de sete anos e
meio do Governo Lula. O foco deste trabalho da Executiva Nacional do PT não está na descrição dos programas e ações implementados. Está direcionado para identificar os resultados concretos, na sociedade, das políticas públicas desenvolvidas.
Nesse sentido, procurou-se expressar esses resultados de forma a mensurá-los por indicadores. 


 A geração recorde de empregos (14milhões), a ascensão social para a classe média de 31 milhões de brasileiros, a adoção de uma política externa altiva e soberana são exemplos de como o Brasil está no caminho certo.
Na medida do possível, comparamos os dois mandatos de Lula comos de FHC . Pois comparações ajudam a população a compreender o alcance das conquistas de nosso governo. Um exemplo são as medidas de combate à crise econômica e financeira internacional—amaior da história contemporânea do capitalismo desde a grande depressão de 1929 — que abalou grandes potências a partir do final de 2008. Lula apostou no consumo e, em vez de aumentar os impostos, aplicou umconjunto amplo de desonerações tributárias e de medidas de política
monetária de modo a estimular a atividade produtiva. Manteve a renda das famílias e os avanços na área social. O Brasil de Lula, com uma política econômica anticíclica, firmeza e em defesa do interesse nacional, conseguiu superar a turbulência.
 
A mesma crise, tivesse ocorrido no governo FHC, teria levado o País à UTI. 

O tucano, diante das crises periféricas que enfrentou, recorreu ao FMI para pedir empréstimos e seguiu seu receituário: aumentou impostos, as taxas de juros e arrochou os salários. FHC ainda vendeu importantes empresas estatais e aumentou o desemprego em conseqüência da desindustrialização provocada por uma política antinacional que privilegiava, por exemplo, a compra de navios de estaleiros no exterior, gerando empregos em outros países.
Os fatos contrariam um mito criado, sobretudo no primeiro mandato, de que a política econômica do Governo Lula era simplesmente a continuidade da implementada no de FHC.
Com Lula, o salário mínimo teve aumento real de 74%, desmentindo o mantra neoliberal de que este aumento quebraria a Previdência Social e os pequenos municípios. 
A inclusão social foi prioridade com a criação do Bolsa Família, que beneficiou mais de 12,6 milhões de famílias. A estabilização econômica foi consolidada. A dívida externa foi eliminada, a interna, reduzida em mais de 20 pontos percentuais. A dívida com o FMI foi quitada e o País se tornou credor da instituição e ainda construiu uma reserva cambial de US$ 253 bilhões. Para estas conquistas, as Bancadas do PT na Câmara Federal e no Senado tiveram um papel fundamental na sustentação das ações do Governo Lula. As duas Bancadas defenderam e sustentaram nosso projeto em momentos cruciais em que a oposição e setores golpistas da imprensa tentaram destruir o Governo Lula e o projeto democrático e popular do PT.
O Brasil, hoje, é elogiado pela comunidade e pela mídia internacional, em contraste com a maior parte de nossa imprensa, a qual, movida por interesses político-eleitorais, tenta ignorar as conquistas do governo do PT. Superamos a herança maldita do PSDB/DEM. Implementamos políticas públicas que propiciaram o resgate de dívidas históricas para com os mais humildes e excluídos da sociedade. A expectativa é de que o Brasil se torne a quinta economia mundial em médio prazo.
Com o modo petista de governar, temos conseguido aumentar o poder aquisitivo dos segmentos mais pobres da população, o que representa mais qualidade de vida e mais cidadania. Há mais empregos, mais renda e mais dinheiro em circulação.
Tudo isso garante condições para um futuro promissor, mas é preciso dar continuidade e aprofundar o projeto que vem sendo executado. O Brasil deixou de ser o eterno país do futuro. O futuro chegou. E Dilma Rousseff é a garantia de continuidade do projeto Lula.

(*) José Eduardo Dutra
Presidente Nacional do PT
(*) Deputado Fernando Ferro (PT-PE)
Líder da Bancada do PT na Câmara e
membro da Executiva Nacional do Partido
Brasília, julho de 2010

Confira aqui a cartilha do PT com balanço das realizações do governo Lula

 A Comissão Executiva Nacional do PT elaborou uma cartilha que contém um balanço de parte das realizações do Governo Lula.
No documento também estão algumas comparações com o que foi realizado durante o governo FHC.
Clique aqui para ver a íntegra da cartilha ou clique nos links abaixo para acessar por partes, em PDF:
Na hipótese de reprodução impressa devem ser observados os requisitos exigidos pela legislação eleitoral em vigor.
Postar um comentário