2012 CHEGOU E A PETROBRAS INICIA A EXPLORAÇÃO DO PRÉ-SAL... EM ANGOLA!

Inicio da perfuração será na Bacia de Benguela

A Petrobras anunciou que, no início de 2012, vai começar a perfuração do Bloco 26 de pré-sal localizado na Bacia de Benguela, no sul do off shore angolano, no qual a petrolífera brasileira é operadora com 30 por cento de participação. O director da área de internacional da Petrobras, Jorge Luiz Zelada, afirmou hoje, no Rio de Janeiro, que há projectos na costa oeste do continente africano que ainda estão a ser desenvolvidos, como a aquisição do bloco exploratório no Benim e a fase de prospecção no Gabão. Já em Moçambique, a expectativa é avançar em 2012 na área de biocombustíveis. Em Dezembro, a Petrobras, a Guarani e a Petróleos de Moçambique (Petromoc) assinaram em Maputo um protocolo de intenções para estudar a viabilidade para produção e comercialização de etanol.
A Petrobras Biocombustível, através da sua parceria com a Tereos Internacional na Guarani, é sócia de uma central de produção de açúcar em Moçambique, a Companhia Sena, com uma capacidade de moagem de 1,2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. Já se estuda a possibilidade de produzir etanol com base no "melaço", actualmente produzido nesta unidade. Para o director de etanol da Petrobras, Ricardo Castello Branco, no primeiro semestre de 2012 

"...será analisada a oportunidade de investimento para abastecer o mercado moçambicano".

Questionado sobre se a crise internacional pode afectar os planos da Petrobras para 2012 e o plano de negócios de 224,7 mil milhões de dólares para 2011-2015, o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, rejeitou a hipótese, ao destacar que, no cenário de 2012, "a crise financeira não será um grande problema para a indústria do petróleo" . A "maior parte das indústrias do petróleo está a aumentar os investimentos. O mercado de combustíveis está a crescer no Brasil e no mundo, embora esteja a cair o consumo de derivados de petróleo na Europa, EUA e Japão, mas está a aumentar o consumo na África, China e países da América do Sul", adiantou.
Postar um comentário