A MAROLINHA - BRASIL CRESCE 9% EM MEIO A MAIOR CRISE ECONOMICA DA HISTORIA DO MUNDO

  A Economia Brasileira no 2º trimestre de 2010 foi muito bem. Obrigado!
O Produto Interno Bruto (PIB) a preços de mercado apresentou aumento de 1,2% na comparação do segundo trimestre de 2010 contra o primeiro trimestre do ano, levando-se em consideração a série com ajuste sazonal. Na comparação com igual período de 2009, houve expansão do PIB de 8,8%. No acumulado dos quatro trimestres terminados no segundo trimestre de 2010, o PIB registrou crescimento de 5,1% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores. Já no resultado para o primeiro semestre de 2010, o PIB a preços de mercado apresentou aumento de 8,9% em relação a igual período de 2009.
Em valores correntes, o PIB a preços de mercado no segundo trimestre de 2010 alcançou R$ 900,7 bilhões, sendo R$ 769,5 bilhões referentes ao Valor Adicionado a preços básicos e R$ 131,2 bilhões aos Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios. 


AGROPECUARIA TEM MELHOR DESEMPENHO
 TAXA TRIMESTRE CONTRA TRIMESTRE IMEDIATAMENTE ANTERIOR (COM AJUSTE SAZONAL)
O PIB a preços de mercado apresentou crescimento de 1,2% na comparação do segundo trimestre de 2010 contra o primeiro trimestre do ano, levando-se em consideração a série com ajuste sazonal. O maior destaque foi a Agropecuária, com elevação de 2,1% no volume do valor adicionado, seguida pela Indústria, que apresentou aumento de 1,9%. Os Serviços apresentaram crescimento de 1,2%. Cabe salientar que as séries são sazonalmente ajustadas de maneira direta, ou seja, as séries da Agropecuária, Indústria, Serviços, Valor Adicionado, PIB, Despesa de Consumo da Administração Pública, Despesa de Consumo das Famílias, Formação Bruta de Capital Fixo, Exportações e Importações de Bens e Serviços são ajustadas individualmente. 
O Gráfico a seguir, apresenta as variações em relação ao trimestre imediatamente anterior do PIB a preços de mercado e de suas principais atividades para os últimos quatro trimestres.

CRESCENDO E 
DISTRIBUINDO RENDA

 No Brasil, PIB per capita 
sobe mais de 21% em 14 anos
Um dado animador na economia brasileira: o Produto Interno Bruto (PIB) per capita do País cresceu, nos últimos 14 anos, mais de 21%, saltando de R$ 4.441,00 (1995) para R$ 5.405,00 em 2009. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua pesquisa “Indicadores de Desenvolvimento Sustentável”. Se levado em conta apenas o período pós-crise, o PIB per capita brasileiro caiu 1,17%.

O Distrito Federal tem o maior índice (R$ 40.696,00), que representa quase o dobro do Estado de São Paulo (R$ 22.667,00), que obteve o segundo lugar. O Rio de Janeiro ocupa a terceira posição (R$ 19.245,00). Os piores resultados ficaram concentrados na região Nordeste.
Postar um comentário