TUDO O QUE VOCE PRECISA SABER SOBRE A POSSE DA PRIMEIRA PRESIDENTA DO BRASIL

Posse de Dilma terá programação a partir das 14h30 deste sábado (1º)
A cerimônia de posse da presidenta eleita Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, marcada para este sábado (1º), terá programação a partir das 14h30, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Dilma e Temer embarcam em carros abertos na Catedral de Brasília e serão escoltados por batedores e cavalaria do Batalhão da Guarda Presidencial até a rampa do Congresso Nacional.
No Congresso, os dois serão recebidos pelo presidente do Senado, José Sarney, e seguirão para o plenário da Câmara dos Deputados. A presidenta eleita e o vice prestarão compromisso constitucional perante os parlamentares e assinarão o Termo de Posse, assim como os integrantes da mesa. Dilma e Temer serão declarados empossados e, em seguida, será executado o Hino Nacional.
O roteiro prossegue com o discurso da presidenta Dilma Rousseff. Do plenário, Dilma e Temer seguem para a rampa principal na área externa, onde será novamente executado o Hino Nacional, desta vez pela banda do Batalhão da Guarda Presidencial, com salva de 21 tiros. Os dois partirão então, em carro aberto, ao Palácio do Planalto.

A cerimônia de posse da presidenta eleita Dilma Rousseff marcada para este sábado (1º), terá programação a partir das 14h30, na Esplanada dos Ministérios Ampliar Ao chegar à sede do Poder Executivo brasileiro, Dilma Rousseff e Michel Temer subirão a rampa do Palácio e serão recebidos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na área interna, seguindo ao Parlatório para a cerimônia de passagem da faixa presidencial. Após a cerimônia, todos voltarão ao interior do Palácio para cumprimentos de delegações estrangeiras.
Após essa cerimônia, Dilma acompanhará o presidente Lula até o alto da rampa e de lá se despede do já ex-presidente. A presidenta eleita retorna então ao Parlatório, onde fará seu pronunciamento. Em seguida, já no interior do Palácio, dará posse ao seu ministério. Em caso de chuva, as cerimônias da rampa e do Parlatório serão canceladas e ocorrerão no interior do Palácio do Planalto.

Ao término das solenidades no Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff e seu vice Michel Temer seguem para coquetel no Itamaraty. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, 20 chefes de Estado e de Governo confirmaram presença na posse. Além disso, cinco vice-chefes de Estados e os ex-primeiros ministros da França e do Japão informaram participação nas cerimônias, além de representantes diplomáticos.

A organização da cerimônia estima que os gramados da Esplanada dos Ministérios terão cerca de 20 mil pessoas. Ao longo do local serão montados palcos para shows regionais e cantores nacionais, organizados pelo Ministério da Cultura.
O palco principal, próximo do Congresso Nacional, terá apresentações de Fernanda Takai, Zélia Duncan, Gaby Amarantos, Elba Ramalho e Mart’nália. Também haverá homenagem à grandes personalidades como Ana Neri, Anita Garibaldi, Bertha Lutz, Bidu Saião, Chica da Silva, Chiquinha Gonzaga, Cora Coralina, Dulcina de Moraes, Irmã Dulce, Janete Clair, Leila Diniz, Mãe Menininha do Gantois, Maria Lenk, Tereza de Benguela, Tia Ciata, Tia Neiva, Zilda Arns, entre outras.
Itamaraty diz que 47 autoridades estrangeiras
confirmam presença em posse de Dilma

Às vésperas da posse da presidenta eleita Dilma Rousseff, as autoridades estrangeiras ainda confirmam presença nas cerimônias em Brasília, no dia 1º. Até segunda-feira (27), o Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, contabilizava 47 confirmações de autoridades estrangeiras, a maioria de países latino-americanos e africanos.
A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, enviará como seu representante o chanceler Héctor Timerman. Os presidentes do Uruguai, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Venezuela, Bolívia e Paraguai, entre outros, além da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, o príncipe das Astúrias Felipe da Espanha e o primeiro-ministro da Coreia do Sul, Chung Un-chan, confirmaram que virão para a solenidade em Brasília. Representantes de países africanos e europeus também já enviaram comunicados.
Os últimos detalhes para as três cerimônias – no Congresso Nacional, no Palácio do Planalto e no Itamaraty - estão em fase final. Para a recepção aos convidados, no Itamaraty, será servido um coquetel. O vinho escolhido é da vinícola gaúcha Casa Valduga, que venceu a licitação feita pelo Itamaraty. A empresa é sediada em Bento Gonçalves, a 120 km de Porto Alegre (RS).
As solenidades de posse começam às 14h30, do próximo sábado, com um desfile em carro aberto ou fechado, caso chova. A previsão é que as festas acabem por volta das 21h.
Posse de Dilma terá shows populares
A Fundação Cultural Palmares (FCP) e o Ministério da Cultura (MinC) vão realizar no dia 1º de janeiro, em Brasília, shows para a festa da posse da presidente Dilma Rousseff e do novo governo federal. As apresentações, que começam às 10 horas, terão entrada franca e vão até as 21h, na Esplanada dos Ministérios e na Praça dos Três Poderes.
Das 10h até o meio-dia, haverá apresentações de grupos infantis, com mamulengos e pernas de pau. Já os shows musicais, também começam às 10h e vão até as 14h, divididos em quatro tendas montadas na Esplanada, que homenageiam as regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Sul. No encerramento dessas apresentações, os artistas se unirão em um só cortejo cívico-cultural, que irá saudar a presidente Dilma Rousseff, entoando o Hino Nacional Brasileiro.

Após a cerimônia da posse, que acontece das 18h30 às 21h, será a vez do show “Cinco ritmos do Brasil”, com as cantoras Elba Ramalho, Fernanda Takai, Gaby Amarantos, Mart´nália e Zélia Duncan, no palco Centro-Oeste, localizado na Praça dos Três Poderes.

Simultaneamente à festa da posse presidencial, haverá também um palco na Esplanada dos Ministérios onde será celebrada a posse do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. O palco GDF receberá atrações de Brasília, São Paulo e Pernambuco.
A programação completa das tendas e shows do dia da posse está disponível no site do Ministério da Cultura.

Projeto Arena Brasil
Os shows da posse presidencial serão os primeiros do projeto Arena Brasil, série de grandes eventos planejados para 2011, um em cada região do país, sempre em datas cívicas. A Confraternização Universal, lembrada no dia 1º, inspirou os organizadores a promoverem a celebração da identidade cultural brasileira, com participação de grupos de cultura afro, manifestações indígenas, hip-hop, música de todos os ritmos, dança e cultura popular, vindos de diferentes estados.
Além dos shows da posse, o MinC e a FCP programaram outros quatro shows para o ano que vem. O próximo será na Região Nordeste, no dia 22 de abril, para comemorar a data que marca o Descobrimento do Brasil. No dia 11 de agosto, a Consciência Negra será lembrada com a chegada do projeto ao Sudeste. O 7 de setembro será celebrado no Sul e o 15 de novembro, na Região Norte.
ATÉ MAIS COMPANHEIRO!
Postar um comentário