Margarida Salomão repudia mentira de Bolsonaro sobre livro de educação sexual


O deputado Jair Bolsonaro mente para incentivar o ódio e o preconceito.  Uma estrategia de rebaixamento da Politica muito utilizada pela Direita retrograda que nos temos o dever de desmentir!



Desta vez, ele publicou um vídeo nas redes, afirmando que o governo adota nas escolas públicas, que ele chama de "escolas para pobres", o livro "Aparelho Sexual e Cia.", da francesa Helène Bruller, considerado por ele uma "coletânea de absurdos que estimula crianças a se interessarem por sexo". Ele também mostra a capa da revista Nova Escola.
Independente das considerações do deputado sobre o conteúdo das publicações, precisamos esclarecer:
1) O livro não foi produzido, nem comprado e muito menos distribuído peloMinistério da Educação - MEC;
2) A publicação não integra nenhum dos programas do MEC, nem o Programa Nacional do Livro Didático, nem o Programa Nacional Biblioteca da Escola;
3) A revista Nova Escola é uma publicação da editora Abril, a mesma da Veja;
4) A escola pública é uma escola do povo brasileiro, muito melhor do que na ditadura porque não é para poucos, mas para todos e todas;
Vamos espalhar VERDADES nas nossas redes sociais e lutar contra o ódio e o preconceito!

APRESENTAMOS O VÍDEO MENTIROSO DE BOLSONARO NA MATERIA:

COMBATA A IGNORÂNCIA E A HIPOCRISIA COM INFORMAÇÃO! O MEC nunca lançou livro infantil com cenas de sexo



É Deputada Federal pelo PT. Atualmente, é vice-líder do partido na câmara, membro titular da Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática; da Comissão de Cultura; da Comissão especial de análise, estudo e proposições relacionadas à Lei 8.666 de 1993 (institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e da outras providências) e da Secretaria da Mulher. É membro suplente das Comissões de Educação; da Comissão especial destinada a analisar e apresentar propostas com relação à partilha de recursos públicos e respectivas obrigações da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal (Pacto Federativo); da Comissão Especial destinada a proferir parecer à Proposta de Emenda à Constituição nº 182, de 2007, do Senado Federal, que “altera os arts. 17, 46 e 55 da Constituição Federal, para assegurar aos partidos políticos a titularidade dos mandatos parlamentares e estabelecer a perda dos mandatos dos membros do Poder Legislativo e do Poder Executivo que se desfiliarem dos partidos pelos quais forem eleitos” (PEC da Fidelidade Partidária), e apensadas; da Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a apurar as causas, razões, consequências, custos sociais e econômicos da violência, morte e desaparecimento de jovens negros e pobres no Brasil. É ainda presidenta da Frente Parlamentar de Valorização das Universidades Federais e integrante da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras.
Postar um comentário