A AV. KOSHUN TAKARA NA CASA VERDE É RUA ABERTA. PARTICIPE!


Agora é pra valer! A Subprefeitura de Casa Verde/Cachoeirinha realizará todos os domingos o Programa Rua Aberta na Avenida Koshun Takara. COMPAREÇA!



O local estará aberto aos pedestres e manifestações culturais das 10h às 16h.

O Povo escolheu a rua em Audiência Pública realizada na Subprefeitura com a presença de lideranças comunitárias como o Conselho Participativo, Movimento dos Ciclistas da Zona Norte, CET, SPTrans e o Governo Local.


Moradores decidem quais ruas poderão ser abertas para ciclistas e pedestres em seus bairros

Adoção do programa Rua Aberta foi aprovada em 19 das 25 audiências públicas realizadas até o momento. Vias que receberão as intervenções já foram escolhidas pelos cidadãos, entre elas as avenidas Paulista, Sumaré e Carlos Caldeira Filho



Moradores de 25 das 32 subprefeituras da cidade de São Paulo já se reuniram em audiências públicas em seus bairros para debater, dar sugestões e fazer críticas à implementação do programa Rua Aberta em vias de suas regiões. Mais de 1.000 pessoas participaram dos encontros, que foram iniciados no último dia 19 e seguirão até 17 de outubro. O programa tem como objetivo abrir para pedestres e ciclistas ruas e avenidas de grande relevância no perímetro de 1 a 3 quilômetros, aos domingos e feriados, das 10 às 17 horas, como forma de promover uma melhor ocupação do espaço público e ampliar os espaços de lazer na capital paulista.



Das 25 audiências realizadas, em 19 regiões a adoção da programa foi aprovada pelos moradores. As vias que receberão as intervenções já foram escolhidas pelos cidadãos, entre elas as avenidas Sumaré, na Lapa, e Carlos Caldeira Filho, no Campo Limpo. Em outras seis subprefeituras –Santana/Tucuruvi, Jaçanã/Tremembé, Freguesia/Brasilândia, Mooca, Vila Prudente e Capela do Socorro–, apesar de a audiência pública já ter acontecido, ainda não houve consenso entre os moradores, que sugeriram outras vias, rejeitando as apresentadas nos encontros. As sugestões serão analisadas pelas áreas técnicas das administrações regionais e discutidas em novas audiências públicas.


“As audiências servem, sobretudo, para fazer mudanças e retificações. Aqui [na Paulista], por exemplo, tivemos muitas sugestões, e é preciso tentar resolver essas questões colocadas. Isso não serve só para ouvir as pessoas e depois não fazer nada. É ouvir as pessoas e realmente buscar soluções para as questões levantadas”, afirmou o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Luiz Antônio de Medeiros, na audiência que discutiu a abertura da Avenida Paulista, no último dia 19.

Com o impedimento do trânsito de veículos motorizados, a intenção é que as vias do Rua Aberta recebam atividades esportivas, gastronômicas e culturais gratuitas. Além de incentivar a apropriação dos espaços públicos, consolidando as relações sociais nos bairros, as políticas do programa também visam incentivar a comercialização de artesanatos e alimentos de baixo custo, considerando os empreendedores e artistas locais como peças fundamentais, promovendo a inclusão cultural, geração de renda e a recuperação urbana de espaços degradados e sem uso. 

A iniciativa envolve as secretarias municipais de Coordenação das Subprefeituras, Transportes, Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, Cultura, Segurança Urbana, Esportes, além da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e da Agência São Paulo de Desenvolvimento.
Postar um comentário