RUSSIA CONTRA-ATACA OS IMPERIALISTAS

Rússia  acusa o Cazaquistão
de introduzirem produtos europeus
Os produtos alimentares de origem europeia e norte-americana começaram a ser destruídos na Rússia, no dia 6, no âmbito do embargo decretado pelo Kremlin em resposta às sanções europeias impostas a Moscou a pretexto da situação na Ucrânia.
«A partir de hoje, os produtos agrícolas, matérias-primas ou alimentos provenientes de um país que tenha imposto sanções imperialistas à Rússia ou aos seus cidadãos (…) devem ser destruídos», anunciou o Ministério da Agricultura russo em comunicado. Até agora, os produtos eram devolvidos aos países de origem, mas o fato de o embargo estar a ser violado levou à tomada de medidas mais drásticas. As autoridades, que acusam países como a Bielorrússia ou o Cazaquistão de introduzir produtos europeus na Rússia, esperam que as imagens de destruição de produtos, divulgadas pelas televisões, façam desistir os infractores do embargo.
Postar um comentário