PT - NOTA OFICIAL




O Partido dos Trabalhadores refuta as acusações de que teria realizado operações financeiras ilegais ou participado de qualquer esquema de corrupção. Todas as doações feitas ao PT ocorreram estritamente dentro da legalidade, por intermédio de transferências bancárias, e foram posteriormente declaradas à Justiça Eleitoral.


Rui Falcão, presidente nacional do PT”

Por: Agência PT, em 3 de agosto de 2015 


Perseguição ao PT está “virando uma aberração ao Estado de Direito”

O líder do PT na Câmara, deputado federal Sibá Machado (PT-AC) comentou sobre a prisão do o ex-ministro José Dirceu e classificou o ato como "abuso de poder"

A prisão do ex-ministro José Dirceu, na manhã desta segunda-feira (3), na 17ª fase da Operação Lava-Jato, foi  “abuso de poder” desabafou o deputado Sibá Machado (PT-AC).

Sibá Machado declarou, em entrevista à imprensa, que a Polícia Federal (PF) “está se metendo em assunto político, prendendo por mera suspeita” e que a prisão “é uma perseguição declarada ao PT”.

“O juiz Sérgio Moro trabalha com suposições, vai à imprensa, faz show. E a Polícia Federal acompanhando esse show. Isso está virando uma aberração ao Estado de Direito. Está caminhando para um golpe político da caneta. Moro trabalha para institucionalizar um golpe e para prejudicar o PT”, disse ao site.

Sibá Machado ressaltou que a investigação sobre a Petrobras tem um tratamento diferenciado quando o PT aparece nas denúncias .

“Existe um olhar diferente para os mesmos fatos. O Dirceu já estava em prisão domiciliar. Não tinha motivo. É uma orquestra para colocar povo na rua. O juiz Moro faz show calculado, pensado, para que isso se desenrole dessa maneira”, afirmou.

Há a adoção de “dois pesos e duas medidas” em uma tentativa para derrubar o PT.


Postar um comentário