METADE DO SENADO "FORA-DILMA": CORRUPTOS DECLARADOS E O RESTO LIXO!

Senado sujo
O jornal de Portugal, Avante, publicou que dezenas de deputados federais e senadores brasileiros que votaram, o ano passado, favoravelmente a destituição de Dilma Rousseff estão indiciados por crimes relacionados com o escândalo da Odebrecht. Entre os senadores, o total dos investigados ascende a quase metade dos que se pronunciaram pela saída da então presidente do Brasil, confirmam informações divulgadas a semana passada pelo Supremo Tribunal Federal.
Na lista de eleitos acusados de corrupção, branqueamento de capitais e outros crimes, constam Aécio Neves, candidato da direita derrotado por Dilma Rousseff nas últimas eleições presidenciais no país, e Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados aquando do processo de destituição, o qual, entretanto, foi condenado a 15 anos de prisão.
Postar um comentário