RESERVA FEDERAL DOS EUA DERRUBA OS MERCADOS INTERNACIONAIS

Não culpem a China!

A culpa do colapso dos mercados mundiais registado recentemente é da Reserva Federal dos EUA e não do Banco Central da China, como dizem os economistas da Globo, afirma o político republicano Ron Paul na sua página na Internet.

Segundo o especialista norte-americano, as «políticas inflacionárias da Reserva Federal distorcem a economia, levam a formação de “bolhas”, que por sua vez criam um mercado de valores em alta e a ilusão da prosperidade generalizada», pelo que «inevitavelmente a “bolha” arrebenta, o mercado cai e a economia afunda numa recessão».

Ron Paul aponta também «falhas do sistema monetário dos EUA», dado este permitir ao banco central fixar as taxas de juros, o que é «uma receita para o caos economico». Na sua opinião, «as taxas de juro são o preço do dinheiro e, tal como todos os preços, devem ser fixadas pelo mercado e não pelo banco central e seguramente não pelo Congresso».
«Quando as “bolhas” rebentam – advoga o político republicano –, o Congresso e a Reserva Federal devem abster-se de tratar de “estimular” a economia», pois «para que a economia se recupere plenamente devem permitir que a recessão siga o seu curso». Essas medidas para estimular a economia, defende Ron Paul, podem ajudar a curto prazo, mas com o tempo «vão conduzir a um colapso no valor do dólar e a uma crise mais severa do que a Grande Depressão».


Ironicamente, refere, o fato da China ser um grande comprador de títulos do Tesouro dos EUA tem ajudado o país a adiar o dia do «ajuste de contas». Sublinhando que o financiamento da dívida norte-americana se deve ao estatuto do dólar como moeda de reserva mundial, Ron Paul adverte que a política de Washington irá levar ao aparecimento de outra moeda (ou moedas) para substituir o dólar como moeda de reserva. «Se isso acontecer – diz – o dólar norte-americano vai enfrentar uma grande crise».
Postar um comentário